Fonte: OpenWeather

    Rio Grande do Sul


    Mais de 30 animais são encontrados mortos

    Donos suspeitam de que eles foram envenenados e casos preocupam toda a região

    Animais foram encontrados mortos no Rio Grande do Sul | Foto: Divulgação

    O aumento de mortes de cães e gatos preocupa moradores da cidade de Campo Novo, no Rio Grande do Sul. Em 13 dias, cerca de 35 animais foram encontrados mortos e os donos suspeitam que eles foram envenenados. 

    Uma das vítimas foi o cachorro, de raça pastor alemão, de Alcides Grassi, que morreu há três anos. Agora o professor, mantém os seus outros quatro cães em área cercada e somente deixa eles saírem para o pátio com guia. O mesmo aconteceu com o gato da Alice Gassen, conhecido como Chico, que vivia há apenas dois anos com ela e foi encontrado morto na última semana.

    Na delegacia da região, já foram registrados 20 boletins de ocorrência e um inquérito foi instaurado para apurar os casos. Segundo os policiais, a semelhança entre as mortes apontam para o uso de pesticida, substância utilizada no combate de pragas e eles já possuem um suspeito de ter cometido os crimes.

    Enquanto isso, uma Organização Não Governamental​ (ONG) trabalha para orientar os donos para que eles possam proteger seus animais e evitar mais ocorrências.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Uma pessoa morre após vulcão entrar em erupção na ilha de Stromboli

    Criança brasileira desaparece em rio na fronteira entre México e EUA

    Comentários