Fonte: OpenWeather

    Crime virtual


    Mais de 8 milhões de pessoas foram vítimas de golpes pelo WhatsApp

    Especialistas recomendam suspeitar de todo e qualquer conteúdo recebido

    O produtor musical Rodrigo de Paula entrou para essa estatística há uma semana | Foto: Divulgação

    O WhatsApp, aplicativo de mensagens mais utilizado no mundo, com cerca de 1,5 bilhão de usuários, se tornou também uma das principais ferramentos para aplicar golpes pela internet.

    Mais de 8 milhões de usuários já tiveram a sua conta clonada. São em média 23 vítimas por dia, e nem mesmo os famosos estão imunes aos golpes as atrizes Ághata Moreira, Carol Castro e a irmã e empresária da apresentadora Angélica já tiveram os seus celulares hackeados.

    O produtor musical Rodrigo de Paula entrou para essa estatística há uma semana, através de um link enviado pelo golpista para seu celular, Rodrigo acionou o vírus e foi automaticamente impedido de acessar o aplicativo de mensagem pois já estava clonado.

    Em outro golpe, também realizado através do aplicativo, o cantor e compositor Renan Augusto Gramorelli Gouvêa recebeu um chamado de um amigo para que pagasse uma conta no valor de R$ 2.500,00. Sem desconfiar de nada, Renan trasnferiu parte da quantia.

    Uma pesquisa feita por uma empresa que desenvolve aplicativos mostra que vazamento de conversas privadas, golpes aplicados em outros contatos e pedidos de dinheiro a amigos estão entre os principais prejuizos causados pela clonagem dos números.

    Comentários