Fonte: OpenWeather

    Pronunciamento


    "Não estou envolvido nesse processo", diz Bolsonaro sobre Queiroz

    Em transmissão pela internet, o presidente da República comentou a prisão do ex-assessor de um dos seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro

    Na sequência, o presidente também comentou a respeito da pandemia do novo coronavírus
    Na sequência, o presidente também comentou a respeito da pandemia do novo coronavírus | Foto: Divulgação


    Em transmissão ao vivo pela internet, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou não estar envolvido "no processo" da prisão de Fabrício de Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro. A live foi realizada nesta quinta-feira (18).

    Queiroz foi preso na casa de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro. O presidente da República afirmou "não ser advogado" do Queiroz e nem estar envolvido no processo, mas disse que o ex-assessor não estava foragido e que nem havia mandado de prisão contra ele. Jair Bolsonaro também afirmou que parecia que haviam prendido o "maior criminoso de todos os tempos".

    Na sequência, o presidente também comentou a respeito da pandemia do novo coronavírus. De acordo com Jair Bolsonaro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) "está deixando a desejar" após voltar atrás em várias de suas recomendações.

    Um dos temas da transmissão também foi o retorno do futebol brasileiro e a Medida Provisória (MP) 984/2000, apelidada de "MP do Futebol". Segundo relatado pelo presidente, houve flexibilização nos contratos dos jogadores com os clubes de futebol durante o período de pandemia.

    Até o dia 31 de dezembro, quando se encerra o período do estado de calamidade pública, será possível realizar contratos trabalhistas de 30 dias. Anteriormente, o contrato mínimo previsto na Lei Pelé era de 90 dias. Além disso, foi decretado que caberá também ao clube mandante do jogo o "direito de arena", ou seja, os direitos de imagem e transmissão da partida.

    Comentários