Fonte: OpenWeather

    Amazônia


    'História que amazônia arde em fogo é uma mentira', afirma Bolsonaro

    Segundo o presidente, há muitos países interessados na floresta e é preciso resistir às críticas injustas

    Para o presidente, há vários países interessados na floresta amazônica, e é preciso resistir às críticas injustas
    Para o presidente, há vários países interessados na floresta amazônica, e é preciso resistir às críticas injustas | Foto: Marcos Corrêa/PR

    O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira (11) que muitos países criticam injustamente a forma como o governo federal atua perante o desmatamento na Amazônia. A declaração foi feita em videochamada durante a 2ª Cúpula Presidencial do Pacto de Letícia, da qual participaram também, entre outras pessoas, os presidentes Iván Duque (Colômbia), Jeanine Áñez (Bolícia), Lenín Moreno (Equador) e Martín Vizcarra (Peru).

    "Por exemplo, entre as regiões de Boa Vista e Manaus, aproximadamento 600 km vocês não acharão, eles não acharão, nem um foco de incêndio, nem um quarto de hectare desmatado, porque esta floresta é preservada por si só, até mesmo pela sua pujança", disse Bolsonaro. Na sequência, ele completou: "Então essa história de que a Amazônia arde em fogo é uma mentira".

    Para o presidente, há vários países interessados na floresta amazônica, e é preciso resistir às críticas injustas. Ainda na Cúpula, ele pontuou que a política do governo federal é de tolerância zero contra o desmatamento ilegal, mas "temos que estimular também na região o desenvolvimento sustentável".

    No mês de junho, a Amazônia bateu recorde em alertas de desmatamento, com crescimento de 10,6% em relação ao mesmo período do ano passado. O fato levou à prorrogação da presença de militares na região.

    Comentários