Fonte: OpenWeather

    Caso Flordelis


    Cinco filhos e neta de Flordelis são presos por morte do marido

    Dois filhos da deputada federal Flordelis chegam à delegacia após serem presos por envolvimento na morte de Anderson do Carmo

    O MP e a Polícia Civil concluíram as investigações e denunciaram Flordelis como a mandante do crime | Foto: Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Cinco filhos e uma neta da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) foram presos na manhã desta segunda-feira (24) em operação coordenada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e pela Polícia Civil. Eles foram denunciados por participação na morte do pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis, em junho de 2019.

    O MP e a Polícia Civil concluíram as investigações e denunciaram Flordelis como a mandante do crime. Ao todo 11 pessoas foram denunciadas e a única que não foi presa foi a deputada por ter foro privilegiado. Sete dos denunciados foram presos nesta manhã e outros três já estavam presos.

    Os filhos de Flordelis (Adriano dos Santos Rodrigues, André Luiz de Oliveira, Carlos Ubiraci Francisco da Silva, Marzy Teixeira da Silva e Simone dos Santos Rodrigues) foram presos na casa da parlamentar em Niterói (RJ). Rayane dos Santos Oliveira, neta da deputada, foi presa no apartamento funcional da política em Brasília.

    Além dos seis familiares, dois filhos de Flordelis (Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas de Souza) foram denunciados, mas ambos já estão presos há mais de um ano.

    A operação desta manhã ainda resultou na prisão de Andrea Santos Maia, mulher do ex-PM Siqueira Costa, que já está preso. Os dois também foram citados na denúncia.

    Como tem foro privilegiado, Flordelis não será presa agora. Ela foi indiciada pelo crime de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada.

    Qual é o envolvimento dos filhos presos?

    A denúncia apresentada à Justiça aponta que Flávio, em conluio com Lucas, Flordelis e os demais denunciados, participaram do assassinato de Anderson do Carmo de Souza, em 16 de junho de 2019. O pastor foi morto na casa da família em Niterói.

    De acordo com o delegado Allan Duarte, a primeira fase da investigação identificou Flávio como executor do crime e Lucas como a pessoa que comprou a arma utilizada no assassinato. Os dois já estão presos há mais de um ano.

    Carlos Ubiraci é citado por participação no planejamento da morte, Marzy é apontada como responsável por cooptar Lucas para participar do crime, e Adriano teria auxiliado na carta falsa enviada por Lucas, que atribuiu a pessoas diversas a autoria e ordem para a prática do homicídio.

    Os filhos André Luiz e Simone estão envolvidos em uma tentativa de envenenamento ao pastor, anterior ao assassinato. O primeiro teria combinado o ato com Flordelis, enquanto a segunda teria cometido o crime. Marzy também teria participado do envenenamento, assim como Rayane, citada como a responsável por buscar autores para os dois crimes.

    Leia Mais

    Caso Flordelis: celular de Anderson foi ativado na casa de senador

    Testemunhas dizem que Flordelis tinha quarto de swing em casa

    Comentários