Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Covid-19: Estudo mostra que vírus pode permanecer no corpo por 30 dias

    Análise feita na Itália aponta que a doença ainda tem infectividade e efeitos no organismo desconhecidos

    Com os resultados, os cientistas alertam que ainda não é totalmente certo como a doença se comporta no organismo
    Com os resultados, os cientistas alertam que ainda não é totalmente certo como a doença se comporta no organismo | Foto: Divulgação

    O British Medical Journal publicou nesta quinta-feira (03) um estudo feito na Itália que indica que o novo coronavírus pode ficar no corpo por 30 dias e que os testes de RT-PCR devem ser feitos após 36 dias após os primeiros sintomas se manifestarem. O segundo teste serve para garantir que alguém que ainda tenha a doença no organismo e não apresente sintomas aparentes, mas transmitam para outras pessoas.

    Essa análise avaliou 4.538 pacientes contaminados com Covid-19 em uma cidade da região de Bolonha, Emília-Romanha. Os testes ocorreram durante o período em que a pandemia ficou crítica no país, entre 26 de fevereiro e 22 de abril. Do grupo, 428 pessoas morreram. Os demais passaram por três testes, 15 dias após o primeiro positivo, 14 dias após o segundo, também positivo, e 9 dias após a terceira confirmação.

    Com os resultados, os cientistas alertam que ainda não é totalmente certo como a doença se comporta no organismo e o quão infecciosa ela pode ser durante o processo de recuperação do paciente. Os pesquisadores ainda perceberam que muitos falsos negativos ocorreram enquanto as pessoas melhoravam da Covid-19, em que 20% dos testes apontavam o resultado errado. 

    Comentários