Fonte: OpenWeather

    Covid-19 no Brasil


    Atualizações da pandemia são divulgados pelo Ministério da Saúde

    De acordo com balanço pelo Ministério da Saúde, a doença já matou 156.903 pessoas no Brasil

    Os dados revelam perfil da doença no Brasil
    Os dados revelam perfil da doença no Brasil | Foto: Alexandre C. Fukugava

    Segundo o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado hoje (24), o Brasil acumula 5.380.635 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas foram 26.979 novos casos.

    De acordo com balanço pelo Ministério da Saúde, a doença já matou 156.903 pessoas - 432 novos óbitos desde ontem (23).  

    Ainda segundo o balanço, 4.817.898 pessoas (89,5% dos casos registrados) já se curaram da doença e 405.834 estão sob acompanhamento. A frequência de óbitos por covid-19 está em 2.560 mortes a cada 100 mil pessoas contaminadas.

    O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

    Perfil da mortalidade

    Entre as vítimas fatais, 22.293 são homens e 16.433 mulheres. As mortes continuam concentradas em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 76,4% das mortes.

    Considerando as faixas etárias, a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (9.943), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (9.119) e 80 e 89 anos (7.939). 

    Entre as faixas de menor mortalidade, estão os menores de 10 anos (44), 10 a 19 anos (69), 20 a 29 anos (324), 30 a 39 anos (1.102).

    Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59,8% das mortes), diabetes mellitus (43,3%), doenças neurológicas (10,9%) e renal (9,6%), pneumopatia (8,3%).

    Outros fatores identificados são obesidade (8,1%), imunodepressão (5,5%), asma (3%), doenças hepáticas (2,1%) e hematológica (1,8%), Síndrome de Down (0,5%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%). Esses fatores de risco foram identificados em 31.115 pessoas que morreram por covid-19 (80,3%).

    *Via Agência Brasil

    Leia mais:

    Funcionário é demitido ao ofender cliente 'animal não sabe onde mora'

    Chuva: Inmet solicita atenção redobrada para barragens de Minas Gerais

    Comentários