Fonte: OpenWeather

    Atendimento


    Planos de saúde deverão agilizar autorização de exame RT-PCR

    Determinação é da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e começou a vigorar em 1º de abril

     

    Grupos cobertos são os que apresentaram síndrome gripal ou SRAG e já tenham passado do oitavo dia dos sintomas
    Grupos cobertos são os que apresentaram síndrome gripal ou SRAG e já tenham passado do oitavo dia dos sintomas | Foto: Vinicius Magalhães

    As solicitações médicas de exame RT-PCR, para diagnóstico de covid-19, que atendam às condições da cobertura obrigatória devem ser autorizadas de forma imediata pelas operadoras de planos de saúde.

    A determinação é da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que informou hoje (14) que, desde 1° de abril, começou a vigorar a alteração da Diretriz de Utilização (DUT). O objetivo é agilizar a realização dos exames. 

    Antes da mudança, os planos de saúde podiam demorar até três dias úteis para garantir o atendimento ao pedido de exame, que é considerado o mais eficaz para confirmar de infecção pelo novo coronavírus.

    Obrigatória

    A cobertura do exame é obrigatória nos casos de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

    Os planos de saúde também são obrigados a cobrir testes sorológicos, que detectam a presença de anticorpos, com solicitação médica.

    Nesse caso, os grupos cobertos são os que apresentaram síndrome gripal ou SRAG e já tenham passado do oitavo dia dos sintomas, e crianças e adolescentes com quadro suspeito de síndrome multissistêmica inflamatória pós-infecção pelo SARS-CoV-2.


    * Com informações da Agência Brasil


    Leia Mais:


    Blogueira pode ter feito mais de 100 vítimas com produtos falsificados

    Anaconda brasileira é flagrada tomando sol em galho de árvore; veja

    Reclamação após orgia em casa alugada em app viraliza; ouça o áudio

    Comentários