Fonte: OpenWeather

    Desastre aéreo


    Queda de avião mata família de empresario que tinha negócios no Pará

    O empresário Celso Silveira Mello Filho, a esposa e os três filhos, morreram na manhã desta terça-feira, 14, após a queda de avião no município de Piracicaba

     

    Celso criou a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia (Fesar), em Redenção, sudeste do Pará, que mais tarde passou a ser comandada pela filha Camila.
    Celso criou a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia (Fesar), em Redenção, sudeste do Pará, que mais tarde passou a ser comandada pela filha Camila. | Foto: Divulgação

    O empresário Celso Silveira Mello Filho, a esposa e os três filhos, morreram na manhã desta terça-feira, 14, após a queda de avião em uma área de mata na região da avenida Cezira Giovanoni Moretti, no município de Piracicaba, interior de São Paulo. 

    Além do empresário, estavam na aeronave a esposa Maria Luiza Meneghel, os filhos Celsinho, Fernando e Camila, além do piloto do avião,  Celso Carloni e o copiloto Giovani Gulo. Todas as sete pessoas no voo morreram.

    O avião modelo King Air 360 prefixo PS-CSM, saiu do Aeroclube de Piracicaba e caiu logo depois, por volta de 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).  A causa do acidente ainda é investigada.

     

    O avião caiu segundos após a decolagem
    O avião caiu segundos após a decolagem | Foto: Corpo de Bombeiros

    A aeronave estava vindo ao Pará quando o avião bimotor  caiu.  Celso possuía negócios em território paraense, como atividades de agronegócio, fazendas e uma faculdade.

    De acordo com informações preliminares, o empresário estava indo a fazenda CSM, de criação de bovinos de corte no município de Santa Maria Das Barreiras, sudeste do Pará.

    Celso criou a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia (Fesar), em Redenção, sudeste do Pará, que mais tarde passou a ser comandada pela filha Camila.

    Um vídeo registrado por uma câmera de segurança, mostra o momento que o avião cai ao fundo de um condomínio. Após atingir alguns eucaliptos durante a queda, a aeronave explodiu e teve início um incêndio na mata. O combustível da aeronave espalhou pela área e os bombeiros foram acionados para controlar as chamas.

    Equipes policiais e o Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local e a área foi isolada para a perícia. A equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira (FAB), chegou por volta de meio-dia para apurar a queda do avião.

    Leia mais:

    Leia as últimas notícias do EM TEMPO



    Comentários