Fonte: OpenWeather

    Casamento


    Uma em cada quatro meninas se casa antes dos 18 anos no Brasil

    Segundo dados nas Nações Unidas, no mundo, são 650 milhões de adolescentes casadas. Ainda não há lei que proíba o casamento infantil

    Os casos são mais comuns nas regiões Norte e Nordeste
    Os casos são mais comuns nas regiões Norte e Nordeste | Foto: Divulgação

    Uma em cada quatro meninas, no Brasil, se casa antes dos 18 anos. No mundo, são 650 milhões de adolescentes nesta situação, segundo dados do relatório divulgado nesta terça-feira (30) pelas Nações Unidas. Entre as causas para o número tão elevado, estão a falta de leis que proíbam o casamento infantil, as questões culturais, como a erotização precoce do corpo feminino, e as sociais. Entre elas, a pobreza das famílias e a falta de oportunidades de estudo.

    Por todos esses fatores, no Brasil, os casos são mais comuns nas regiões Norte e Nordeste, onde os índices de desenvolvimento humano são mais baixos.

    "Isso determina ou uma entrada tardia no mercado de trabalho, ou uma nunca entrada, né? Ou seja, talvez elas jamais tenham uma ocupação remunerada e se as tem é feita geralmente de maneira precária, né? Então, aquilo gera um impacto econômico para aquela vida na perspectiva micro e para aquela sociedade na perspectiva macro", diz Júlia Quiroga, representante auxiliar do fundo de população da ONU."

    O relatório ainda afirma que o custo para eliminar o casamento infantil no mundo seria de 35 bilhões de dólares e que a crise mundial da pandemia deve resultar em 13 milhões de uniões precoces nos próximos dez anos. 

    "As escolas fechadas, as crianças em casa, a pobreza em muitas famílias aumentando, então a covid, certamente, ela tem um impacto, né? Ela impacta todo esse sistema de proteção e certamente encoraja a quem quer fazer isso, principalmente, nas zonas mais rurais do país", afirma Débora Madeira, chefe do escritório da Unicef em Manaus. 

    Comentários