Fonte: OpenWeather

    Acidentes domésticos


    Como evitar acidentes domésticos comuns dentro da cozinha

    A cozinha é um dos espaços mais perigosos da casa para as crianças pequenas, o que faz com que seja necessário tomar alguns cuidados de prevenção

    Em épocas de quarentena, quando as crianças e os pais ficam em casa durante a maior parte do dia, o cuidado tem que ser redobrado
    Em épocas de quarentena, quando as crianças e os pais ficam em casa durante a maior parte do dia, o cuidado tem que ser redobrado | Foto: Divulgação

    De acordo com o material disponibilizado pela Organização Criança Segura Brasil, a cozinha é o cômodo mais perigoso da casa. A preocupação não envolve apenas a queda de cadeiras, mas os acidentes graves com objetos cortantes, itens que podem quebrar, fósforos, forno, produtos de limpeza e panelas.

    Em épocas de quarentena, quando as crianças e os pais ficam em casa durante a maior parte do dia, o cuidado tem que ser redobrado. Por conta das responsabilidades afinal, muitos adultos permanecem em home office às vezes, não conseguimos estar atentos a tudo o que os filhos fazem.

    Por isso, é preciso otimizar as formas de manter as crianças seguras. Felizmente, existem algumas atitudes que podem diminuir a possibilidade de acidentes, tornando a cozinha um lugar agradável e bem menos preocupante. Confira algumas dicas abaixo.

    Como evitar acidentes na cozinha 

    A primeira dica é mantenha-se por perto. Quando há um adulto próximo, as crianças tendem a ficar mais atentas a ele e podem ser corrigidas caso incorra um comportamento que pode causar problemas.

    Caso não seja possível estar à disposição, dadas as particularidades da sua profissão e outras necessidades, você pode tomar alguns cuidados básicos. O ideal é que as crianças não tenham acesso às gavetas e aos armários, que devem ficar bem lacrados e fora do alcance dos pequenos.

    Produtos de limpeza devem ficar ainda mais distantes do chão, de preferência, em um local que não possa ser acessado pelas crianças, mesmo com o auxílio de cadeiras e similares. Pode parecer desnecessário, mas acredite, às vezes, elas são atraídas pelas embalagens coloridas e ficam curiosas para ver de perto o que está guardado.

    Se você não tiver tanto espaço disponível na cozinha, pense em separar os cômodos por meio de um chiqueirinho ou grade. Desta forma, você poderá ver as crianças brincando na sala ao lado, enquanto prepara os alimentos, sem que os pequenos sejam colocados em risco.

    O cuidado vale, especialmente, para quando você estiver utilizando o forno ou cozinhando algo: se alguém esbarrar no fogão, pode fazer com que a panela caia, provocando queimaduras. Da mesma forma, o contato com o forno pode machucar as mãos, o rosto e outras partes expostas.

    Outras dicas para manter o seu filho saudável na cozinha

    A criança ainda está aprendendo a segurar talheres, pratos e copos? Opte por modelos sem ponta, no caso das facas, por pratos de plástico e copos de material resistente, como acrílico. Redobre os cuidados com a higiene, uma vez que alguns materiais tendem a juntar mais sujeira que outros. Para além disso, você pode:

    -Evitar a utilização de toalhas de mesa, que podem ser puxadas para baixo pelas crianças menores — as quais, claro, podem se queimar com comida quente ou se machucar com pratos, garfos e afins;

    -Guardar os sacos plásticos em um compartimento adequado, distante do alcance dos pequenos, para evitar sufocamentos acidentais;

    -Utilizar as bocas de trás do fogão, para que as panelas fiquem mais distantes de quem estiver cozinhando, e virar os cabos das panelas para dentro;

    -Armazenar materiais inflamáveis em locais protegidos, preferencialmente, fora da cozinha. Banheiros ou armários de lavanderia podem ser uma boa ideia, já que não estão próximos de fogo;

    -Mantenha o botijão de gás fora da casa ou isolado. Caso sinta cheiro de gás, desligue o fogo imediatamente e verifique se há algum problema em curso.

    Converse com a criança

    É um equívoco acreditar que as crianças não estão capacitadas para entender o que você tem a dizer. Quando são muito pequenas, podem ter dificuldade, é verdade, mas isto não significa, no entanto, que você deve privá-las de explicações.

    Sempre que possível, sente-se ao lado do seu filho e fale para ele sobre as coisas que exigem mais cuidado. Peça a ele que fique na sala, não mexa nas gavetas ou nos armários e não faça uso de faca sem pedir a sua ajuda.

    Caso considere necessário, peça para ele que chame sempre que precisar de alguma coisa da cozinha. Assim, vocês poderão ir juntos até lá e ele poderá aprender, por meio da observação e do exemplo, o que deve ser feito ou não.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Olha o gás! Saiba os cuidados para evitar acidente doméstico

    Lacraia é venenosa? Saiba os sintomas da picada e como se livrar delas

    Corpo de Bombeiros capacita brigadistas de incêndio no ‘Muda Manaus’

    Comentários