Fonte: OpenWeather

    Preconceito


    Psicóloga é humilhada por vender churrasco, mas dá a melhor resposta

    Etianny trabalha com churrasco em Manaus e não sente nenhuma vergonha pelo exercício do ofício

    Etianny tem uma banca de churrasquinho no bairro Alvorada
    Etianny tem uma banca de churrasquinho no bairro Alvorada | Foto: Reprodução

    Manaus- Etianny Waughan, mãe de um bebe de 1 ano, é psicologa e sempre teve uma banca de churrasquinho de rua no bairro Alvorada, mas foi humilhada quando estava trabalhando. O diálogo entre duas senhoras que viram a psicóloga limpando a rua antes de abrir a barraca de churrasco foi “Coitada! nesse sol quente limpando”. ”Quem mandou não estudar” falaram em voz alta. 

    Etianny desabafou na internet dizendo: “Foi assim que consegui manter uma faculdade de 5 anos, e que hoje sou formada em psicologia. Foi nessa banca que arrumei dinheiro pra bancar meus estudos, meu transporte e minha alimentação pra faculdade e estágio.”, escreveu a mãe e trabalhadora informal.

    Imediamente a postagem viralizou, passou das 10 mil curtidas e recebeu centenas de mensagens de apoio. Agora, a profisisonal humilhada não dá mais conta de tantos clientes. “Minha mãe me ajudou bastante, sou grata por tudo que fez/faz por mim, mas a maioria das vezes tive que ralar bastante pra ter tudo que tenho… E eu não tenho um pingo de vergonha do meu churrasquinho… ”.

    A ofensa se transformou em benção. “Agradeço de coração mais uma vez!!! Meu churrasco acabou super cedo, peço desculpas por não conseguir atender a todos!!! Obrigada, obrigada, obrigada!!! Deus é fiel ”.

    Endereço

    “O endereço do meu churrasco fica no prosamim do Alvorada, esquina com rua zero!! Funciona de segunda a segunda das 18h até acabar kkkkk”


    Leia mais:

    AM soma quase 6 mil crianças sem o nome do pai no registro em 2 anos

    Pela 43ª vez motorista de ônibus é alvo de assaltantes em Manaus

    Vídeo: Entregador sofre racismo ao fazer entrega em condomínio de luxo

    Comentários