Fonte: OpenWeather

    Música


    Show: artistas locais apresentam suas obras autorais neste feriado

    Segunda edição do evento propõe dar visibilidade aos artistas amazonenses e suas obras

    Música "Só", parte do primeiro projeto solo da artista. | Autor: Reprodução

    Manaus - Neste feriado (20) acontece a segunda edição da 'Práxis', evento focado em música autoral que coloca em evidência quatro artistas independentes do cenário alternativo amazonense. O show acontece no 'Do Lado Bar', localizado na rua Costa Azevedo, a partir das 18h. O acesso é R$ 20, com entrada restrita para maiores de 18 anos.

    Segundo o organizador do evento, Wagner Macedo, o projeto surgiu na ideia de levar o público a uma experiência diferente. A escolha do local que sediará o evento foi pensada estrategicamente para isso. "Escolhemos lugares que valorizem o acústico, geralmente áreas mais fechadas e com um público mais reservado também a fim de proporcionar a melhor experiência possível ao nosso público", pontou.

    Conheça os artistas

    Nesta segunda edição, o evento conta com quatro atrações musicais: Dan Stump, Gabi Farias, Elisa Maia e a banda Alderia.

    Gabi Farias

    Gabi Farias se encantou pela música quando assistia o Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani)
    Gabi Farias se encantou pela música quando assistia o Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani) | Foto: Divulgação

    A estudante amazonense de Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que já atua há quatro anos profissionalmente, conta que seu contato com a música surgiu quando assistia o Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani), o que levou a entrar para coral da igreja em que frequentava. Gabi já participou de festivais na cidade, como o 'Até o Tucupi', o 'Pirão AM', o 'Festival Manifesta' e o Cúmplices da Arte Autoral no Teatro Amazonas, juntamente com a Orquestra Puxirum, na qual participa como vocalista.

    Música "Só", parte do primeiro projeto solo da artista. | Autor: Reprodução
     

    Atualmente, a artista conta com um clipe no YouTube, a música 'Só' como lançamento do projeto solo. Gabi está gravando outras músicas, e pretendo lançar nos próximos meses em formato de single e seus respectivos clipes.

    Banda 'Alderia'

    Zé Cardoso (vocais e guitarra), Diego Souza (vocais e guitarra), Mauro Lima (baixo) e Matheus Simões (baterias e percussões)
    Zé Cardoso (vocais e guitarra), Diego Souza (vocais e guitarra), Mauro Lima (baixo) e Matheus Simões (baterias e percussões) | Foto: Divulgação

    A banda que existe desde 2016, segundo o líder da banda Zé Cardoso, surgiu com a ideia de apresentar músicas com intenção de "comunicar o que pensavam, sentiam, viam e interpretavam sobre as suas próprias realidades". A banda que já passou por três formações, contando hoje com Zé Cardoso (vocais e guitarra), Diego Souza (vocais e guitarra), Mauro Lima (baixo) e Matheus Simões (baterias e percussões) tem o objetivo de propõe uma sonoridade própria a partir das diversas influências dos integrantes da banda, como por exemplo Yes, Radiohead, David Bowie, Beatles, Jardes Macalé, Catano Veloso, e etc.

    Por conta dessas influências, o vocalista afirma ser difícil definir um gênero musical definido, "sempre acho difícil de precisar o gênero musical exato a que a Alderia pertence. Geralmente a crítica nos menciona como uma banda de rock alternativo o que acho que não diz muito sobre a música", contou Zé Cardoso.

    Primeiro EP da banda 'Alderia' lançado em 2016. | Autor: Reprodução
     

    A banda lançou em 2016 um EP intitulado "Banho" e atualmente está em processo de gravação do primeiro álbum com previsão de lançamento para o fim deste ano.

    Elisa Maia

    Cantora já possui 18 anos de trajetória musical.
    Cantora já possui 18 anos de trajetória musical. | Foto: Divulgação

    Com elementos de música R&B, a cantora Elisa Maia busca apresentar uma  sonoridade 'indie', com guitarras mais 'sujas' juntamente com a 'atitude' do reggae jamaicano. Com 18 anos de trajetória no cenário musical amazonense, a cantora, que já foi backing vocal e compositora da banda de reggae Johnny Jack Mesclado, conta que iniciou seu contato com a música por meio da família. 

    "Eu já nasci no meio dessa confluência. Com sete anos eu cantava números especiais nos domingos na igreja, mas em casa era fácil estar conectada aos sucessos da época: do rock nacional, samba, MPB. Eram os anos 80. Quando completei 8 anos, fui estudar música no CAUA e fiquei lá até os 17, fazendo aulas de canto, piano, violão, flauta", contou Elisa.

    Primeiro trabalho solo da artista intitulado 'Ser da cidade', lançado em 2013. | Autor: Reprodução
     

    Elisa Maia já se apresentou em festivais por todo o país, como a Feira da Música de Fortaleza (CE), SIM São Paulo (SP), Festival Quebramar (AP), Festival Tomarrock (RR), Festival Até o Tucupi, do qual é produtora. No final 2013, Elisa lançou o primeiro trabalho solo, o EP ‘Ser da cidade’ (disponível em todas as plataformas digitais). Atualmente está em fase de produção que serão lançadas ainda esse ano, que já canta nos shows.

    Dan Stump

    Dan Stump traz uma proposta alternativa para o cenário musical  e audiovisual local.
    Dan Stump traz uma proposta alternativa para o cenário musical e audiovisual local. | Foto: Divulgação

    O artista manauara Dan Stamp, que lançou o primeiro videoclipe no mês de abril, intitulado “A Mar”. O estilo do artista audiovisual é uma mistura de folk, indie, soul e pop rock. Dan iniciou sua carreira em 2015 produzindo vídeos de covers para o YouTube, juntamente com os amigos Eberth Santana, também músico, e o fotógrafo Demi Brasil, que o acompanham desde então.

    Exposição artística

    A ilustradora caracteriza o estilo artístico como neo-surrealista
    A ilustradora caracteriza o estilo artístico como neo-surrealista | Foto: Divulgação

    Além disso, nesta edição o evento conta com uma exposição da artista amazonense Nathalie Lopes, que já ilustrou eventos anteriores. De acordo com Nathalie, suas pinturas remetem ao estilo neo-surrealista, sob influências de artistas como Jeff Jordan e René Magritte. A ilustradora conta que a pintura surgiu de 'forma lúdica' durante a infância, porém insistiu nas artes pelo desejo de se expressar.

    As ilustrações ficarão expostas em todo o ambiente por volta do palco.
    As ilustrações ficarão expostas em todo o ambiente por volta do palco. | Foto: Divulgação

    Natalie que já trabalha no meio artístico há quase sete anos, já expôs suas artes no Centro de Memória da Justiça do Trabalho com a exposição “Decus in Labore”, em 2013; na Biblioteca Municipal João Bosco Pantoja, com “exposição 80”, em 2014; e recentemente na Poiésis II, em fevereiro deste ano.

    A ilustradora trabalha no cenário artístico desde 2012.
    A ilustradora trabalha no cenário artístico desde 2012. | Foto: Divulgação

    A ilustradora acredita que a 'Práxis' é uma oportunidade de unir e colocar em evidência trabalhos autorais. "Estar vinculada a esse projeto traz além da divulgação em mídias, a chance de criar um networking em um meio que antes não tinha acesso: o da música", ressaltou Nathalie.

    Serviço

    O que: 'Práxis II'

    Quando: Quinta-feira (20)

    Onde: Do Lado Bar - Rua Costa Azevedo, Centro (próximo ao Largo São Sebastião)

    Quanto: R$ 20

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Fábio Jr. emociona púbico durante show no Teatro Amazonas

    Pabllo Vittar canta na ONU durante homenagem à rainha Elizabeth II

    Comentários