Fonte: OpenWeather

    Cinema


    Ted Bundy: cinebiografia de serial killer é destaque nos cinemas

    A mente humana como obra do mal em “Ted Bundy – A Irresistível Face do Mal” chega aos cinemas contando a trajetória do famoso e enigmático serial killer americano

    Foram mais de 36 mulheres dizimadas pelo charme e ódio de um homem | Foto: Divulgação

    O roteiro poderá deixar decepcionado quem pretende ver cenas sanguinolentas, porém,  o sadismo do psicopata mais famoso da história é narrado com extrema objetividade. O que vemos é o dia a dia de um homem normal, que parecia levar a vida de forma bem simples.

    Bundy tinha um futuro promissor como advogado, talvez tivesse obtido muito sucesso se não tivesse enveredado no mundo do crime, aliás, isso é dito na cena final pelo juiz que leu sua sentença.

    A companheira de Bundy, Elizabeth (Lily Collins) reflete o nosso olhar de inacreditável surpresa ao descobrir que nunca percebeu ter um psicopata como namorado.

    Outra certeza que temos é que talvez ele  não teria sido  descoberto se não tivesse tanta certeza da própria inocência.

    O que é realmente impressionante, pois o tempo todo Ted acreditava mesmo que não havia feito nada demais. O total descaso com os crimes cometidos é tão absurdo que beira a inocência. Algumas pessoas acusaram o diretor de romantizar o caráter de Bundy, colocando seus crimes em segundo plano.

    No entanto, em uma  análise mais aguçada, veremos algo ainda mais assustador. Berlinger foi ousado ao  mostrar o terreno sombrio da alma humana. Ainda mais coragem teve em  colocar Zac Efron no papel principal.

    Efron sempre foi considerado um ator mediano por atuar em inúmeras produções para o público mais jovem,  nunca foi realmente levado muito a sério.

    Sua interpretação surpreendente  alavanca uma carreira que parecia destinada a papeis medíocres . Zac Efron encarna Ted Bundy com sucesso e as semelhanças físicas ajudam muito na composição do seu personagem.

    O elenco tem coadjuvantes bem conhecidos de todos nós como Jim Parsons e John Malkovich, ambos  possuem papéis importantes na trama.

    “Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal” poderá ser um deleite para quem tem interesse em estudar a mente do mal, mas irá desagradar quem gosta de sangue ou cenas violentas.

    Apesar de alguns momentos extremamente lentos, o filme ganha pontos por ser uma obra bastante esclarecedora  sobre a personalidade de um dos homens mais cruéis dos tempos modernos.

    Foram mais de 36 mulheres dizimadas pelo charme e ódio de um homem que se perpetuou como o mais bonito assassino em série.

    Mais importante que analisar a barbárie perpetrada por Bundy talvez seja analisar de perto o encanto que possuía diante da opinião feminina da época, uma parte das mulheres diziam não acreditar na culpa do assassino que recebia dezenas de cartas românticas de suas fãs.

    Fatos reais:

    *TED BUNDY FOI ELETROCUTADO NA FLÓRIDA, NO DIA 24 DE JANEIRO DE 1989.

    *A POLÍCIA AFIRMA QUE O NÚMERO DE VÍTIMAS DO SERIAL KILLER PODERIA SER SUPERIOR A 100. BUNDY NUNCA COMPROVOU TAL SUSPEITA. 

    *ESPOSA E FILHAS DE TED MUDARAM DA FLÓRIDA E ASSUMIRAM OUTRAS IDENTIDADES PARA NUNCA TEREM LIGAÇÕES COM TENEBROSO PASSADO. 

    -------------

    Cláudia Pereira
    Cláudia Pereira | Foto: Reprodução

    *Cláudia Pereira é cinéfila, poeta e blogueira. Dona do @mofonocinema Instagram e especializado na sétima arte. Trabalha com números, mas prefere viver no escurinho do cinema. Seu filme favorito é "A Malvada" (1950) e é fã incondicional da cinematografia dos anos 80.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    A espera acabou! 'O Rei Leão' estreia em 16 salas de cinema em Manaus

    Palhaço Pennywise virá mais raivoso e brutal em It: A Coisa 2

    Comentários