Fonte: OpenWeather

    Filme


    Caso Richthofen: amazonense viverá namorado de Suzane no cinema

    Leonardo Bittencourt será Daniel Cravinhos, o namorado de Suzane Von Richthofen e dos assassinos dos pais dela

    O filme tem previsão para estreia nos cinemas no primeiro semestre de 2020 | Foto: Stella Carvalho/Divulgação

    Manaus - O ator amazonense Leonardo Bittencourt viverá Daniel Cravinhos nos dois filmes que narram a história do caso "Von Richthofen". Suzane será interpretada por Carla Diaz.

    Com previsão de estreia para 2020, a história será contada em dois filmes: “A menina que matou os pais” e “O menino que matou meus pais”, com direção de Maurício Eça.

    De acordo com a produção dos filmes, esta foi a solução artística encontrada pelos produtores para serem fiéis ao que está narrado nos depoimentos oficiais dos então namorados Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos.

    Os dois filmes produzidos abordarão a visão de cada um
    Os dois filmes produzidos abordarão a visão de cada um | Foto: Stella Carvalho/Divulgação

    Natural de Manaus, Leonardo conta que ficou feliz com o apoio que recebeu dos amigos frente ao desafio de atuar em um longa-metragem com uma história tão complexa. "Meus amigos entenderam a grandiosidade do projeto e ficaram felizes por eu ter esse desafio pela frente. Um enorme desafio em minha carreira", comentou Leonardo.

    O ator relembra da reação de responsabilidade quando recebeu a ligação do produtor do elenco do filme. “A primeira coisa que me veio à cabeça é uma frase que a gente escuta desde a escola: Você aprende História para não cometer os mesmos erros”, confessou o amazonense.

    Leonardo ao lado do ator Allan Lima, que viverá o irmão Christian Cravinhos
    Leonardo ao lado do ator Allan Lima, que viverá o irmão Christian Cravinhos | Foto: Divulgação

    Além de Leonardo como Daniel Cravinhos, o ator recifense Allan Souza Lima fará o papel do irmão Christian Cravinhos e a atriz Carla Diaz ficou com a responsabilidade de interpretar o papel de Suzane Von Richthofen.

    Breve carreira

    Depois de passar por uma seleção que envolveu 563 jovens atores de todo o Brasil, o amazonense foi o escolhido para dar vida ao personagem Hugo, de 16 anos em “Malhação - Vidas Brasileiras” no ano passado. Leonardo conseguiu bom desempenho na atuação do personagem, ganhando destaque no decorrer da novela.

    Leonardo viveu o personagem Hugo em "Malhação - Vidas Brasileiras"
    Leonardo viveu o personagem Hugo em "Malhação - Vidas Brasileiras" | Foto: Divulgação

    Destaque que rendeu a Leonardo o convite para participar da nova série “Segunda Chamada”, escrita por Carla Faour e Julia Spadaccini, com direção artística de Joana Jabace, que estreia no dia 8 de outubro. Leonardo contracenará com grandes nomes da televisão brasileira como Debora Bloch e Paulo Gorgulho.

    A série terá como cenário uma escola, a Estadual Maria Carolina de Jesus, onde os alunos são jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de estudar e agora se dedicam à educação noturna, no sistema de Educação para Jovens e Adultos (EJA).

    Relembre o caso

    Na noite de 31 outubro de 2002, no município Brooklin, em São Paulo, Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos chocaram o Brasil por serem os responsáveis pelo brutal assassinato dos pais de Suzane.

    Manfred e Marísia Von Richthofen foram mortos a pauladas enquanto dormiam. O crime foi cometido pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, à época namorado e cunhado de Suzane. A filha foi condenada a 39 anos de prisão por ter sido considerada mentora da ação.

    Carla Diaz ficou com o papel da protagonista Suzane Von Richthofen
    Carla Diaz ficou com o papel da protagonista Suzane Von Richthofen | Foto: Stella Carvalho/Divulgação

    Daniel Cravinhos cumpre pena no regime aberto. Cristian estava no mesmo regime, mas foi preso em 2018 por posse ilegal de munição após se envolver em uma confusão em um bar de Sorocaba (SP). Acompanhando o julgamento dos dois, o famoso caso é recontado até hoje, buscando respostas sobre o que levou os jovens a cometerem esse crime.

    A produção do filme ressalta que não tem qualquer relação com os autores do crime e tudo o que se verá nas telas tem como fonte os autos do processo. Os envolvidos com o crime não receberam dinheiro da produção, nem receberão no lançamento. Além disso, o filme é produzido sem dinheiro público.

    Comentários