Fonte: OpenWeather

    Projetos futuros


    Amazonas terá novidade na cultura em 2020

    O ano de 2019 foi um bom ano para a capital e interior do Estado do Amazonas. 2020 promete superar as expectativas no quesito cultural, econômico e turístico regional

    O diretor-presidente da Manauscult e o secretário de cultura do Amazonas apresentaram os novos projetos culturais para 2020 | Foto: Leonardo Mota

    Manaus - Se 2019 foi um bom ano no âmbito cultural para a capital e todo o Estado do Amazonas, 2020 promete superar os acontecimentos do ano que o antecede. Uma biblioteca reformada, um teatro municipal e grande festivais de ópera e jazz, fazem parte das novidades do próximo ano, conforme afirmam o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, e o secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC-AM), Marco Apolo Muniz.

    O Portal EM TEMPO conversou com os titulares dos órgãos municipal e estadual e, ambos, afirmaram que 2019 foi um ano muito bom para a cultura, turismo e, sobretudo, a economia criativa - termo bastante ressaltado durante a entrevista com ambos.

    “Viemos trabalhando deste o início da gestão do prefeito Arthur Neto no sentido de criar mecanismos de fomento à cultura, como por exemplo, realizamos, na semana passada, o chamamento público do Edital do Carnaval de Manaus. Lei de Sistema de Fomento à Cultura que destina recursos para o carnaval, folclore e para as artes. Temos recursos aprovados para que as pessoas possam gravar CDs e/ou DVDs autorais, participar de intercâmbios culturais artísticos, produzir livros, peças teatrais e toda e qualquer expressão cultural”, afirmou o diretor-presidente da Manauscult.

    Marcos Apolo Muniz afirmou que a programação do Festival da Ópera já foi lançada com objetivo de fomentar o turismo
    Marcos Apolo Muniz afirmou que a programação do Festival da Ópera já foi lançada com objetivo de fomentar o turismo | Foto: Leonardo Mota

    O fomento da economia, que já existia durante as ações da SEC, foi oficializado na própria nomenclatura do órgão público que passou a ser chamado de Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa neste ano.

    “O foco que nós tentamos mudar é a geração de trabalho e renda. A partir da reforma administrativa, absorvemos a economia criativa que já faz parte da cultura e, a partir disso, passamos a gerar números, gráficos e informações para compreendermos o impacto que a cultura tem na economia, geração de empregos e, acima de tudo, na qualidade de vida dos amazonenses”, pontuou o secretário de cultura Apolo.

    A cultura em números

    A Prefeitura de Manaus destina aproximadamente 1% do recurso orçamentário do total, que é divido igualmente para o turismo e para a cultura. Recursos destinados desde o início da gestão e que deverão ser mantidos no ano de 2020. “Lançamos o Edital de Fomento à Cultura que contou com mais de 100 prêmios, que vão de R$ 10 mil a R$ 100 mil, totalizando mais de R$ 3 milhões. Assim como também o Edital de Folclore e o Edital de Carnaval em que foi investido R$ 2 milhões cada”, informou o diretor-presidente da Manauscult.

    O secretário de cultura Apolo Muniz informou que, apesar de ainda estar realizando a avaliação anual junto com os demais setores da secretaria, já consegue informar positivamente o retorno dos investimentos à cultura do Estado.

    Antes da entrevista, o secretário Apolo se reuniu com os demais setores na qual foram discutidas o balanço geral do ano e os projetos futuros de 2020
    Antes da entrevista, o secretário Apolo se reuniu com os demais setores na qual foram discutidas o balanço geral do ano e os projetos futuros de 2020 | Foto: LEONARDO MOTA

    “Conseguimos atingir 34 municípios. O orçamento da Secretaria foi de R$ 100 milhões, além de recursos que vieram de emendas parlamentares voltadas às atividades culturais, não só na capital, mas emendas que destinassem recursos principalmente para o interior do Amazonas. Nós atendemos 7 mil alunos no Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro. Recebemos mais de 1800 atividades culturais que renderam um público de 1,5 milhões de pessoas que prestigiaram as atividades culturais”, contou Apolo.

    O Passo a Paço 2019 reuniu mais 78 mil pessoas por dia
    O Passo a Paço 2019 reuniu mais 78 mil pessoas por dia | Foto: Leonardo Mota

    Os grandes eventos que é o caso do Boi Manaus, o Réveillon e, recentemente, o Passo a Paço, devido à aprovação da Lei 2.526, no dia 23 de outubro de 2019, já estão no Calendário Oficial da Cidade de Manaus. Segundo Bernardo, estes grandes eventos são pensando não somente no âmbito cultural, mas também no quesito turístico. O crescimento de cada um destes eventos pode ser resumido em uma palavra: representatividade.

    “O Passo começou com 15 mil pessoas por dia, este ano recebemos mais de 78 mil pessoas em um único dia. Se pararmos para refletir, o número é superior a um jogo do Flamengo e Vasco que totaliza, no máximo, 67 mil pessoas no Maracanã. Algo que enfatizamos bastante foi o respeito à diversidade, seja ela sexual, de gênero, racial e cultural. Trouxemos a cantora Liniker, que é uma artista negra e transexual, mas não apenas por isso. Mas sim, por ela ser uma cantora trans, negra e uma grande artista da música brasileira da atualidade”, ressaltou Bernardo.

    A sexta edição do Passo a Paço trouxe pela primeira vez uma atração internacional
    A sexta edição do Passo a Paço trouxe pela primeira vez uma atração internacional | Foto: Leonardo Mota

    O diretor-presidente comentou também que a sexta edição do Passo a Paço trouxe, pela primeira vez, uma atração internacional: o cantor e rapper CeeLo Green.

    “Nós aproveitamos que o cantor queria passar o aniversário de casamento na Amazônia, um lugar que ele sempre quis conhecer, para trazê-lo como uma das atrações principais do festival. E, com isso, já estamos planejando trazer outra atração do mesmo nível que também esteja interessado em conhecer a nossa terra, que tenha uma admiração pela beleza da Amazônia. Além disso, nós deixamos para o público essa tarefa da composição dos artistas que virão para o próximo ano. Lançamos a campanha ‘Quem você quer ver no Passo a Paço 2020?’. Pode ter certeza que iremos elaborar as atrações com base no que o público deseja”, pontuou o presidente da Manauscult.

    A Prefeitura, por meio da Manauscult já está com tratativas para trazer outra atração internacional no Passo a Paço 2020
    A Prefeitura, por meio da Manauscult já está com tratativas para trazer outra atração internacional no Passo a Paço 2020 | Foto: Leonardo Mota

    Outro ponto interessante que vale a pena ressaltar foi o tradicional Boi Manaus, um dos maiores festivais folclóricos da capital amazonense que reúne grandes artistas, não só de toadas, mas também de música regional. O festival, que saiu dos “concretos” do Sambódromo para ocupar as margens do Rio Negro no Complexo Turístico da Ponta Negra, também foi pensado turisticamente.

    Novidades para 2020

    A Biblioteca Municipal tem previsão para ser entregue em 2020
    A Biblioteca Municipal tem previsão para ser entregue em 2020 | Foto: Altemar Alcântara/Semcom

    Durante toda a gestão da Manauscult, até o presente momento, foram realizadas a entrega de vários espaços revitalizados e requalificados, como a entrega do Mercado Municipal, a inauguração do Museu da Cidade, ampliação da Praia da Ponta Negra. E, para o ano seguinte, o diretor-presidente afirma que a Prefeitura já está em processo de abertura de licitação para a entrega do primeiro Teatro Municipal, assim como em São Paulo e Rio de Janeiro.

    O secretário tem acesso a todos os eventos culturais do Amazonas em um calendário eletrônico
    O secretário tem acesso a todos os eventos culturais do Amazonas em um calendário eletrônico | Foto: LEONARDO MOTA

    “Já estamos encaminhando o processo de licitação do nosso teatro municipal. Iremos transformar o espaço cultural Les Artistes Café Teatro em realmente um teatro. A Biblioteca Municipal João Bosco Evangelista vai ser entregue em fevereiro do próximo ano. As atividades do Centro Cultural Óscar Ramos, que foi inaugurado este ano, serão ampliadas. Os projetos futuros estão todos voltados no sentido de revitalizar e dar um novo significado para estes espaços públicos”, comentou Bernardo.

    O diretor-presidente da Manauscult afirmou que o ano de 2020 tratá muitas novidades
    O diretor-presidente da Manauscult afirmou que o ano de 2020 tratá muitas novidades | Foto: Leonardo Mota

    “Queremos manter os projetos que deram certo e os que não deram tão certo assim para aperfeiçoá-los. A expedição cultural, que fazemos um trabalho de potencialização cultural no interior do Amazonas. O Festival de Cultura Urbana também. Lançamos com antecedência o Festival de Ópera do Amazonas que tem um apelo turístico muito grande com o intuito de captar o máximo de número de turistas. Outro projeto que vale a pena ressaltar é o Festival de Jazz. Reformamos totalmente sua estrutura, programado para acontecer em março do ano que vem”, informou o secretário Apolo.

    Comentários