Fonte: OpenWeather

    Festival de cerveja


    Manaus Brew Shop realiza Festival ‘St. Patrick’s Day’ neste sábado

    O evento, comemorado ao redor do mundo, acontece neste sábado (14), com a tradicional cerveja verde, música e food truck e com a participação de muitos cervejeiros

    Os sócios apostam no ramo em Manaus
    Os sócios apostam no ramo em Manaus | Foto: Lucas Silva

    Manaus - Prestes a completar três anos de existência, a “Manaus Brew Shop”, localizada na avenida Mário Ypiranga, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, é referência na cidade quando o assunto é cerveja artesanal de alta qualidade e também funciona como loja de produtos para criadores. Neste sábado (14), a cervejaria realiza o Festival “St. Patrick’s Day”, em comemoração ao São Patrício, o padroeiro da Irlanda.

    O evento começa a partir das 14h e segue até meia-noite. As bandas TheClafDuo, Big Rose Oficial e Terramadabimady, todas com vocalistas femininas, serão as responsáveis por comandar as mais de 6 horas de comemoração.

    O santo com vestes verde e branca e o característico trevo de três folhas, que simboliza a Divina Trindade, é comemorado anualmente no mês de março. A cervejaria trará o tradicional Chopp Verde e onze torneiras de cervejas artesanais diferentes nos ambientes interno e externo e o Nômade Food Truck. Mais de 300 pessoas são esperadas.

    Os participantes do festival poderão provar a famosa cerveja verde
    Os participantes do festival poderão provar a famosa cerveja verde | Foto: Lucas Silva

    Em entrevista ao Portal EM TEMPO, os sócios Rafael Bezerra e Diva Amazonas explicaram como iniciou a paixão pelo ramo cervejeiro.

    Rafael tem 38 anos e é declaradamente apaixonado pela bebida fermentada. O amazonense morou nos Estados Unidos e conta que aprendeu a fazer cerveja e se apaixonou.

     Ele afirma que decidiu criar a Brew Shop em Manaus para ser um diferencial quando o assunto for produção de cervejas. Segundo ele, a paixão virou profissão. Visionário, viu que o ramo é promissor e tende a crescer ainda mais no Amazonas.

    “Quando morei nos Estados Unidos tive contato com esse mundo e foi paixão à primeira vista. Quando voltei para Manaus disse que queria trabalhar com cerveja. Fui estudar e resolvi montar um aqui na cidade, já que frequentava muitos Brew Shops lá fora. Encontrei sócios e uni minha paixão com o trabalho”, relembra Rafael. 

    Há várias opções de cervejas disponíveis
    Há várias opções de cervejas disponíveis | Foto: Lucas Silva

    A ideia do espaço não é apenas vender materiais relacionados à cerveja, mas também um ponto de encontro dos apaixonados pelo líquido.

    Outro diferencial destacado pelos sócios é a forma de chegada das bebidas que vem de outros estados, entre eles o Ceará, Rio Grande do Sul e São Paulo. Todas vem refrigeradas no transporte aéreo e permanecem com a mesma qualidade quando chegam na loja.

     Manaus é uma cidade com altas temperaturas, mas isso não impede de manter a qualidade da cerveja. “Temos uma mesa grande, no estilo americano, onde pessoas sentam mesmo sem se conhecer. Um tempo depois, todos estão trocando mensagens. É uma mesa comunitária em torno da paixão: a cerveja. Antes da gente, já existiam pessoas que faziam cervejas em Manaus, artesanal e caseira, mas tinha que fazer o pedido pela internet e esperar um mês para chegar. Com a nossa chegada melhorou muito a vida dos cervejeiros da cidade. Agora eles pedem pelo whatsapp ou comparecem na loja”, enfatiza o sócio. 

    O público participa com interação em tempo real durante a degustação
    O público participa com interação em tempo real durante a degustação | Foto: Lucas Silva

    Com o estoque de cervejas de diversos estados e países, como as americanas e argentinas, a Brew Shop trabalha com mais de 80 rótulos.

     Os sócios explicam que todo o sucesso se dá com a paixão pelo ramo e a ajuda de outros produtores no Brasil. Entre os parceiros estão as cervejarias de Manaus: Rio Negro, Mahy, Porto de Lenha e Sarapó; em São Paulo: Trilha, Molinarius, Dádiva, Dogma, Croma; no Rio de Janeiro: Octopus, Quatro Graus, Hocus Pocus; no Ceará: Bold Brewing e 5 Elementos e em Minas Gerais: Spartacus e Koala. 

    “Eu tive contato com outros produtores de cerveja no Brasil e por incrível que pareça tive muita ajuda. A comunidade cervejeira no país é muito aberta, as pessoas ajudam e orientam. Isso é muito bom. Existe espaço para todos que desejam entrar nesse ramo”, relatou Rafael.

    O cervejeiro uniu a paixão ao negócio
    O cervejeiro uniu a paixão ao negócio | Foto: Lucas Silva

    A loja dispõe a parte do bar e promove eventos para reunir o público de Manaus e de outros lugares. Rafael explica que por meio do aplicativo Untappd- Discover Beer (disponível para Android e IOS) os clientes descobrem a cervejaria, bebem as cervejas e podem realizar uma espécie de check-in com a foto da embalagem. A plataforma funciona como uma rede social de cervejeiros. 

    “Aqui é um ponto de encontro de cervejeiros, além de ser loja. Das pessoas que gostam de beber e de fazer cerveja, até para os curiosos e os entusiastas. Todos os públicos frequentam a loja e por meio do aplicativo podem interagir em tempo real com a rede social do Brew Shop”, explica.

    A mulher na cervejaria

    Advogada e sócia da Manaus Brew Shop, Diva Amazonas, que cuida da parte administrativa e financeira, deu um toque a mais para o público cervejeiro feminino.

    Ela explica que com a produção de eventos aumentou a visibilidade do local e promoveu mais encontros. “Quando realizamos um evento voltado para as mulheres tivemos uma grande surpresa. Há quem diga que cerveja é coisa de homem, mas não foi o percebemos. Elas também gostam de provar cerveja de qualidade. Foi impressionante. O evento deu super certo”, contou Diva.

    Diva Amazonas conta que o público feminino nas cervejarias tê crescido
    Diva Amazonas conta que o público feminino nas cervejarias tê crescido | Foto: Lucas Silva

    Ela conta que durante o evento, as mulheres sentiram-se representadas e à vontade no espaço. O que para muitos são apenas detalhes, Diva investe para que marquem a visita dos clientes, como um banheiro com absorventes e lenços umedecidos disponíveis. 

    A sócia acredita que a participação do público feminino tende a crescer com o passar dos anos, pois cada vez mais exigentes, vão ao espaço pelo tratamento oferecido, pelo sabor da bebida e para encontrar amigas. A cervejaria funciona de terça-feira às 14h às 22h e aos sábados das 10h às 23h.

    • “O mercado de cerveja artesanal têm crescido em Manaus. | Foto: Lucas Silva
    • Os sócios apostam no ramo em Manaus | Foto: Lucas Silva
    • Os produtos de produção são vendidos na cervejaria | Foto: Lucas Silva
    Comentários