Fonte: OpenWeather

    Literatura


    Livro 'Poemas de Agosto', de Efraim Amazonas, é lançado em Manaus

    O escritor amazonense é definido como um dos mais expressivos da atual literatura brasileira e lançou nova obra após 18 anos

    Efraim Amazonas no lançamento de ''Poemas de Agosto''
    Efraim Amazonas no lançamento de ''Poemas de Agosto'' | Foto: Divulgação

    Manaus - "Objetos e sujeitos do cotidiano podem ser lidos pelos oráculos da crença popular como sendo de bom ou mau agouro. O mês de agosto é de mau agouro’’, descreve a segunda capa do livro “Poemas de Agosto’’, do escritor amazonense Efraim Amazonas, lançado no começo deste mês.

    A apresentação é fiel ao conteúdo da obra. Com uma poética iludível, Poemas de Agosto tem a morte como tema central, mas com um sentido mais inexplorado ao público: o de renascimento.

    Para o autor Efraim Amazonas, a morte representa o processo de término e começo, repetidamente, e essas narrativas foram trabalhadas no livro “Poemas de Agosto’’.

    “Há muitas imagens que remetem aos elementos bipolares do renascimento, como o claro e escuro, noite e dia, água e fogo. O livro é repleto dessas metáforas, e eu diria que a morte é o motor mor para a vida’’, explicou Efraim Amazonas.

    Apesar do aparente gênero pessimista, os poemas de Efraim Amazonas foram construídos em uma reunião de recursos do dia a dia. O cotidiano enche as páginas de “Poemas de Agosto’’ em um misto de esperança e ilusão, e também é o que definiu o autor como um dos mais expressivos da atual literatura amazonense.

    A obra surgiu 18 anos após o lançamento do terceiro livro “Estação dos Espelhos’’ de Efraim Amazonas, e o escritor atribui a extrema vitalidade da obra ao tempo de maturação que ela recebeu.

    ‘‘Seguramente, posso afirmar que foram 18 anos de processo criativo. Foi um longo período que houve entre a última obra e ‘Poemas de Agosto’, o que concebeu amadurecimento literário, elaboração e reelaboração’’, ressaltou o escritor.

    Lançamento

    “Agosto é manhã, sol, tarde, vento, como também é noite e escuridão’’. E foi em 1° de agosto que a quarta obra de Efraim Amazonas chegou às livrarias.

    O lançamento de ‘’Poemas de Agosto’’ ocorreu em conjunto com o lançamento de ‘’As Pedras Doentes da Rua do Fio’’, de João Pinto, natural de Piauí, mas residente de Manaus há 40 anos.

    A dupla se uniu com o intuito de brindar os gêneros literários. Efraim Amazonas, poeta, e João Pinto, romancista, compartilham outros eventos em conjunto, e um dos esperados é o lançamento das obras em São Paulo, em 2021, a convite do poeta Tarso de Melo.

    “O lançamento em Manaus foi um dia especial para nós, esse encontro com amigos e intelectuais de nossa terra é algo a ser celebrado”, afirmou Efraim Amazonas.

    Os escritores se reúnem novamente para promover uma tarde de autógrafos na próxima sexta-feira (14), às 17h, no evento Canoa da Cultura, promovendo o circuito literário de Manaus no Palácio Café, Arte e Cultura, localizado no Centro Cultural Palácio da Justiça, bairro Centro.

    Confira o poema ‘’Hoje’’ da nova publicação de Efraim Amazonas:

    O sol de hoje

    Não o de outrora

    A vida presente

    Não a já defunta

    Que se levanta

    E nada vê

    Em torno

    Espectro vazio

    E sem nome

    Para a correspondência

    Diária

    Agora é o que se vê

    A pronta corrente

    Que se enrosca

    No corpo

    Apruma-nos o sorriso

    Que amanhã

    Jazerá na ferrugem

    Feliz

    Do que fomos

    Efraim Amazonas

    Efraim Amazonas nasceu em Manaus, cursou filosofia na Universidade Federal do Amazonas. O primeiro livro “Algum verso” teve edição esgotada na Bienal do livro de São Paulo, em 1994, e foi convidado a participar da Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, no mesmo ano.

    Integrando várias antologias e sendo poeta reconhecido pela crítica nacional, é autor de “Algum verso’’ (1993), “Engenharia do tempo’’ (2000) e “Estação dos espelhos’’ (2002).

    A quarta obra ‘’Poemas de Agosto’’ está à venda na Livraria Nacional, localizada na rua 24 de Maio, bairro Centro, por R$ 40,00.

    Leia mais:

    Conheça Maria Firmina dos Reis, primeira escritora negra do Brasil

    Professores da Ufam lançam livro sobre futuro da Amazônia

    Conheça personalidades negras que protagonizaram a história do Brasil

    Comentários