Fonte: OpenWeather

    Talento


    Beatriz Procópio surge como promessa na música amazonense

    Beatriz Procópio já participou do reality show musical ''The Four Brasil'' e estreou a carreira em Manaus, no ‘‘Sofar Sounds’’

    Aos 7 anos, Beatriz ganhou o primeiro violão e, desde então, não parou mais de cantar
    Aos 7 anos, Beatriz ganhou o primeiro violão e, desde então, não parou mais de cantar | Foto: Reprodução/Instagram

    Manaus – Beatriz Procópio, aos 22 anos, encanta os diversos públicos ao lado da ‘’onda’’ de novas vozes amazonenses que ganham mais destaque em Manaus a cada dia que passa. Com notas suaves e que embalam, a jovem participou da edição de 2020 do reality show The Four Brasil e, desde então, assegura um futuro promissor na música do Norte.

    Apesar da carreira recém-nascida – a cantora iniciou profissionalmente somente em 2019 -, Beatriz compensa a pouca experiência com um timbre único e uma maturidade vocal que agrada os ouvidos mais exigentes.

    Um dos projetos mais recentes da artista, o ‘’Banzeiro Novo’’, surgiu exatamente para exaltar e dar visibilidade aos novos talentos do Amazonas. Mesmo com o título de “novos’’, prometem pela aptidão musical e se reúnem no web show que ganhou a primeira edição em agosto.

    Ainda em parceria com um artista amazonense, o novo single “vem cá me diz’’, lançado na última sexta-feira (18), ao lado do cantor Santaella e produzido totalmente a distância, honra o trabalho que Procópio realiza para fomentar a música em Manaus.

    Beatriz Procópio e Santaella
    Beatriz Procópio e Santaella | Foto: Reprodução/Instagram

    “Vem cá me diz’’ foi produzido e gravado totalmente a distância, sendo o terceiro single lançado pela cantora, e está disponível nas principais plataformas de streaming.

    “Foi uma experiência bem diferente, mas valeu muito. Eu e o Santaella somos amigos há 15 anos e, desde que começamos a cantar, queríamos que acontecesse essa parceria, mas nossas composições são bem diferentes e nunca conseguíamos encaixar algo. Em ‘Vem cá me diz’ ele compôs um trecho e me mandou, dizendo que achava minha cara’’, relatou Beatriz Procópio.

    “Eu logo me identifiquei e terminei a composição. Além disso, estávamos sempre em contato com a banda do Santaella em São Paulo, cidade que ele mora, e foi tudo ajustado com muitos vídeos, áudios e feedbacks entre Manaus e SP, que deu toda estrutura para esse sambinha pop para lá de gostoso’’, continuou.

    Sonho de infância

    | Foto: Reprodução/Instagram

    O desejo e a paixão pela música de Beatriz Procópio emergiram cedo, ainda na juventude da cantora. Aos 7 anos, ganhou o primeiro violão e conta que não parou de cantar desde então.

    “Desde pequena, tive a voz grave que tenho hoje e, no início, não gostava muito. Na escola, tivemos que cantar uma música da dupla Sandy & Junior, e eu nunca chegava ao tom da Sandy, só do Junior. Mas depois eu comecei a amar muito a minha voz. O desejo surgiu sem nenhuma pressão sabe, quando lembro de mim pequena, já lembro cantando’’, afirmou.

    Parte importante da vida e carreira da cantora, Beatriz menciona também o apoio que recebe da família e dos amigos no amor pela música.

    “Meus pais sempre foram muito claros comigo, me apoiavam desde que eu fizesse uma faculdade e conseguisse me manter financeiramente, e eu sempre quis fazer administração, então essa parte não foi um problema. Meus amigos também sempre confiaram demais em mim, nas minhas autorias e na minha carreira. Me considero muito abençoada’’, homenageou a cantora.

    Carreira

    | Foto: Reprodução/Instagram

    Beatriz Procópio realiza covers nas redes sociais desde 2011, mas o pontapé para a profissionalização foi quando participou de ‘‘Sofar Sounds’’, em 2019. O projeto de música independente que surgiu em Londres e que toma forma no mundo todo para dar voz a artistas autorais, abriu portas para a cantora


    Logo após, ela foi convidada para participar de ‘’The Four Brasil’’, e revela que foi uma experiência que fortaleceu a artista.

    "O ‘The Four’ me auxiliou muito nessa projeção nacional. Ganhei muitos seguidores por todo Brasil, com certeza foi um momento de êxtase. A experiência de cantar em meio a cantores com anos de carreira, e ser tratada de igual para igual, foi única. Além disso, conhecer a Xuxa, João Marcelo Bôscoli, filho da Elis Regina, que é uma das minhas grandes referências e a Aline Wirley, que sempre fui muito fã, foi uma mistura muito grande de sentimentos que vou guardar sempre comigo’’, relembrou.

    Até o momento, Beatriz Procópio tem três singles, “Luz’’, que foi a faixa de lançamento, ‘’Mine’’ e ‘’vem cá me diz’’. ‘‘Mas composições eu tenho muitas, e estou muito ansiosa para lançá-las no mundo!’’, afirmou Beatriz Procópio.


    ‘‘Me defino como nova MPB, apesar dos meus flertes com o pop, minhas raízes vêm muito da MPB como um todo. Acho que é impossível não refletir inspirações, devido ao meu timbre, muito da Cássia Eller, cantora que admiro demais por sempre ser ela mesma, sempre muito simples e encantando todo mundo com sua voz, além disso tenho como inspiração Elis Regina e Rita Lee, nas ideias, maneira como se portam no palco, a vitalidade ao cantar e na maneira que elas compõem’’, finalizou.

    Leia mais:

    Promessas do Oscar 2021: qual seu palpite?

    Ilustrador amazonense retrata queimadas no Pantanal em tirinhas

    Projeto Motim realiza exposição fotográfica a partir deste sábado

    Comentários