Fonte: OpenWeather

    Cinema


    3ª edição do Festival Olhar do Norte começa neste sábado (5)

    O evento é uma realização da Artrupe Produções, e conta com recursos através da lei federal Aldir Blanc, e apoio da Prefeitura de Manaus e Governo Federal

    | Foto: Amanda Guerra

    Manaus - A terceira edição do festival Olhar do Norte tem início neste sábado (5) e conta com a participação de 26 curtas-metragens, 2 longas-metragens, 3 masterclasses, 1 mesa redonda, e 7 sessões de debates. O festival acontece de maneira online pelo site Cine Set e Videocamp.

    O evento é uma realização da Artrupe Produções, e conta com recursos através da lei federal Aldir Blanc, e apoio da Prefeitura de Manaus e Governo Federal.

    A Mostra Norte, principal categoria do festival, conta com 10 filmes da região norte, e tem representantes do Amazonas, Pará, e Rondônia. Ela é competitiva e terá os seguintes prêmios: Melhor Filme, Melhor Filme Voto Popular, Direção, Roteiro, 2 Prêmios de atuação, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Montagem e Som. Cada vencedor ganhará um prêmio de R$ 1.000,00, e o vencedor do prêmio de Melhor Filme ganha R$ 3 mil.

    A cerimônia de premiação acontece no dia 7 de dezembro, às 20 horas pelo canal do Cine Set no Youtube. A Mostra Olhar da Pandemia conta com 13 filmes de todo o Brasil, e tem como tema filmes produzidos a partir de março deste ano, momento em que a COVID-19 modificou a realidade dos brasileiros.

    Fazem parte desta mostra filmes do Amazonas, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. O Cine Set escolherá o melhor filme desta mostra, que ganhará um prêmio de R$ 1.000,00. O público também irá votar nos filmes, e o mais votado também ganhará um prêmio de R$ 1.000,00.

    Três curtas-metragens amazonenses foram convidados para integrar a programação do festival: O Barco e O Rio, de Bernardo Ale Abinader, vencedor do último Festival de Gramado; Manaus Hot City, de Rafael Ramos; e Sons do Igarapé, de Victor Kaleb.

    Os filmes foram divididos em dois grupos: o primeiro será disponibilizado ao público às 00:00 do dia 5 de dezembro, e sai do ar às 23:59; o segundo fica disponível de 00:00 a 23:59 do dia 6 de dezembro. Todos os curtas voltarão a ficar disponíveis durante o dia 7 de dezembro.

    Para a votação de Melhor Filme Voto Popular só serão válidos os votos no dia que o filme estiver liberado para o público. Os votos no dia 7 de dezembro não serão computados.

    Além dos curtas, dois longas de destaque no cenário nacional serão disponibilizados ao público. No dia 6 de dezembro, às 19h, será exibido Cavalo, de Rafhael Barbosa e Werner Salles, longa alagoano com participação em importantes festivais como a 23ª Mostra de Tiradentes, 4º ECRÃ, Olhar de Cinema de Curitiba, Circuito Penedo de Cinema dentre outros.

    No dia 7, às 18h, a vez será do longa paraense O Reflexo do Lago, de Fernando Segtowick. Integrante da mostra Panorama do Festival de Berlim, além do Ficci, Olhar de Cinema de Curitiba, Festival Internacional Jean Rouch e Doku Fest, o filme apresenta uma trajetória que o coloca como um dos longas da região norte de maior alcance nos últimos anos.

    Os filmes estarão hospedados no site da Videocamp, e também podem ser acessados pelo Cine Set. Os debates, bate-papos e a cerimônia de premiação acontecerão pelo canal do Cine Set no Youtube.

    Mostra Norte

    À Luz do sol (PA) – Dir. Edielson Shinohara

    Ari y yo (PA) – Adriana de Faria

    Jackselene (AM) – Dir. Maria Yole Bezerra

    No dia seguinte ninguém morreu (AM) – Dir. Gabriel Bravo de Lima

    O estranho sem rosto (AM) – Dir. Lucas Martins

    O medo das árvores (RO) – Dir. Édier William

    Mezanino (AM) – Dir. Bruno Villela e Marcelo de Moura

    Raimundo Quintela o caçador vira porco (PA) – Dir. Robson Fonseca

    Ratoeira (AM) – Dir. Romulo Sousa

    Tucandeira (AM) – Dir. Jimmy Christian

    Mostra Olhar da Pandemia

    A Quarentena de Gertrudes (SP) – Dir. Shaynna Pidori

    Bestiário (SP) – Dir. Eduardo Resing

    COVID (AM) – Dir. Jimmy Christian

    Despejo (SP) – Dir. Lígia Souto

    Ecoa (SP) – Dir. Rodrigo Ribeiro

    Feira de Mainha (SP) – Dir. Fabio Santos

    Isolamento Rural (PB) – Dir. Leonardo Gonçalves

    O Drama (PE) – Dir. Rafael Anaroli

    Ouço Alguém Chorar (AM) – Dir. Romulo Sousa

    Parir Em Tempos de Cólera (AM) – Dir. Viviane Palandi

    Pedalandoàcontra-mão (SE) – Dir. Ravi Aynoré

    Pós Quarentena (AM) – Dir. Murilo Barbosa

    Respirar (PB) – Dir. Nelson Rossiter

    Filmes convidados

    Cavalo (AL) – Dir. Rafhael Barbosa e Werner Salles

    O Reflexo do Lago (PA) – Dir. Fernando Segtowick

    O Barco e o Rio (AM) – Bernardo Ale Abinader

    Manaus Hot City (AM) – Rafael Ramos

    Sons do Igarapé (AM) – Victor Kaleb

    Masterclasses

    Iniciação ao som direto – com Marina Bruno

    Composição de trilha sonora para cinema – com Júlia Teles

    Interpretação no audiovisual: Plataformas de ação e domínio da sua imagem – com Marina Medeiros

    Mesa-redonda

    Olhar 360: Os desafios da produção audiovisual na Região Norte

    Programação

    05/12

    Liberação dos filmes da Mostra Norte, Olhar da Pandemia e Convidados:

    Norte

    Ari y Yo

    Tucandeira

    O Estranho Sem Rosto

    Raimundo Quintela O Caçador Vira Porco

    No dia seguinte ninguém morreu

    Pandemia

    Bestiário

    Despejo

    Pedalandoàcontramão

    Respirar

    Parir em Tempos de Cólera

    O Drama

    Convidados

    O Barco e o Rio

    Manaus Hot City

    15h

    Masterclass Iniciação ao som direto – com Marina Bruno

    16h (Youtube – Canal do Cine Set)

    Bate-papo sobre Manaus Hot City com Rafael Ramos

    19h (Youtube – Canal do Cine Set)

    Bate-papo sobre O Barco e o Rio com Bernardo Ale Abinader

    06/12

    Liberação dos filmes da Mostra Norte, Olhar da Pandemia e Convidados:

    Norte

    Ratoeira

    À Luz do Sol

    Mezanino

    O Medo das Árvores

    Jackselene

    Pandemia

    A Quarentena de Gertrudes

    Covid

    Isolamento Rural

    Ecoa

    Pós Quarentena

    Feira de Mainha

    Ouço Alguém Chorar

    Convidado

    Sons do Igarapé

    10h (Youtube – Canal do Cine Set)

    Debate sobre os filmes da Mostra Norte exibidos no dia anterior 

    15h

    Masterclass Composição de trilha sonora para cinema – com Júlia Teles

    16h (Youtube – Canal do Cine Set)

    Bate-papo sobre Sons do Igarapé com Victor Kaleb

    17:30 (Youtube – Canal do Cine Set)

    Mesa-redonda Olhar 360: Os desafios da produção audiovisual na Região Norte

    19h

    Exibição de Cavalo, de Rafhael Barbosa e Werner Salles

    20:30 (Youtube – Canal do Cine Set)

    Debate do filme Cavalo com o tema: Cinema Negro – Espaço de representação e resistência, com a presença de Rafhael Barbosa, Werner Salles, Francisco Ricardo e Marcela Bonfim

    07/12

    Liberação de todos os curtas participantes do festival

    10h (Youtube – Canal do Cine Set)

    Debate sobre os filmes da Mostra Norte exibidos no dia anterior

    15h

    Masterclass Interpretação no audiovisual: Plataformas de ação e domínio da sua imagem – com Marina Medeiros

    18h

    Exibição de O Reflexo do Lago, de Fernando Segtowick

    20h (Youtube – Canal do Cine Set)

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Premiadíssimo, curta amazonense ‘O Barco e o Rio' pode virar longa

    'É um poema visual', diz Bárbara Paz sobre o filme 'Babenco'

    Filme amazonense é selecionado para festival de cinema na Itália

    Comentários