Fonte: OpenWeather

    Espetáculo


    'Todas as Marias que sou’ retrata narrativas de mulheres negras

    O monólogo de Francine Marie também compõe a programação da 10ª edição do Festival Internacional De Teatro de Guajará-Mirim, de Rondônia

    O espetáculo traz uma construção estética com ênfase em narrativas afro-brasileiras
    O espetáculo traz uma construção estética com ênfase em narrativas afro-brasileiras | Foto: Divulgação

    Manaus - A imagem do feminino e a relação entre corpo negro e violências diárias são abordadas no espetáculo de teatro ritualístico ’Todas as Marias que sou’, com apresentações nesta terça (15) e quarta-feira (16), a partir das 20h, na Casa Criativa Vila Vagalume 80, com entrada gratuita e transmissão online no Instagram da artista.

    'Todas as Marias que sou', espetáculo contemplado com o Concurso Prêmio Manaus de Conexões Culturais – Lei Aldir Blanc 2020, traz uma construção estética com ênfase em narrativas afro-brasileiras e elementos diversos tais como canto, dança, conto e batuque.

    Segundo a atriz Francine Marie, responsável pela criação e concepção, o espetáculo nasceu de um processo de investigação, pesquisa e vivência própria que vem desde terreiros de umbanda a práticas da identidade negra resistentes na cidade de Manaus como Maracatu, Carimbó, Capoeira, Sambas de Umbigada.

    Transmissão do espetáculo vai gerar registros audiovisuais
    Transmissão do espetáculo vai gerar registros audiovisuais | Foto: Divulgação

    "Em 'Todas as Marias que sou' busca-se compreender a relação do corpo feminino negro e das marcas geradas pela violências diárias nessas trajetórias, inspirado no arquétipo das pomba-giras, que possuem como característica principal a vida e a morte permeadas por violências que questionam o patriarcado e o condicionamento social'', explica Marie.

    Com produção de Jean Palladino, cenografia de Kerolayne Kemblin e figurino de Jucy Araújo, a transmissão do espetáculo vai gerar registros audiovisuais autorizados para veiculação em redes públicas de televisão. 

    Festival Internacional de Teatro de Guajará-Mirim 

    Na quarta-feira (16), a apresentação será transmitida também pelas plataformas do Festival Internacional de Teatro de Guajará-Mirim (FESTINAÇU), único festival com característica internacional do Estado de Rondônia.

    De Guajará-Mirim, o festival é um circuito de espetáculos da Bolívia, Cabo Verde, Portugal, Bélgica e México, contando também com grupos brasileiros de Rondônia, Acre, Amazonas, São Paulo e Paraná, um Fórum de Teatro da Fronteira, oficinas, residência artística, shows musicais e exposições.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Artistas amazonenses comemoram aprovações na Lei Aldir Blanc

    Porta dos Fundos estreia novo especial de Natal após polêmica de 2019

    Multimídia: Paulo Moura resgata suas origens no SGC Curumim

    Comentários