Fonte: OpenWeather

    Documentário


    Memórias da culinária italiana são tema de documentário amazonense

    Vanessa Pimentel possui mais de 25 anos de carreira, e sempre se dedicou como atriz, ao teatro, televisão e ao cinema, na cidade de Manaus

    | Foto: Tácio Melo

    Manaus - "A arte de cozinhar com sabor, memória e afeto" é uma obra inédita e documental, roteirizado e dirigido pela atriz e jornalista, Vanessa Pimentel, que resgata a história, as memórias, costumes, receitas e tradições transmitidas de geração em geração, pelas mulheres da família Fochesatto, que cozinham massas italianas artesanais, desde 1883.

    O projeto foi premiado pelo edital 'Conexões Culturais', da prefeitura de Manaus, através da Fundação de Cultura, Turismo e Eventos- MANAUSCULT e Lei Aldir Blanc. Devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a estreia do documentário será feita 100% online, via plataforma de streaming, com acesso gratuito, dia 30 de de dezembro, às 19h00. 

    Paixão antiga e realização profissional

    Vanessa Pimentel possui mais  de 25 anos de carreira, e sempre se dedicou como atriz, ao teatro, televisão e ao cinema, na cidade de Manaus. 

    | Foto: Tácio Melo

    Neste ano de 2020, com a oportunidade oferecida pelo edital 'Conexões Culturais', Vanessa decidiu se desafiar profissionalmente e investir  na produção de um média metragem, um filme-documentário, que é capaz de unir, duas grandes paixões suas: o cinema e a história da sua família.

    "Eu sou apaixonada pelo mundo audiovisual, sou cinéfila e amo muito a estética do cinema antigo, clássico, além de estar sempre assistindo e pesquisando sobre filmes de arte. Além de poder homenagear as mulheres da minha família, nesta produção, de certa forma, eu também esteja me realizando profissionalmente. É tudo muito significativo, e com certeza um marco na minha vida pessoal e na minha carreira", disse Vanessa.

    Valor afetivo

    "Esse projeto tem uma importância gigantesca na minha vida, porque trata-se da história das minhas raízes, da história da minha família, e consequentemente da vida das minhas antepassadas, que vieram da Itália para América e povoaram a região sul do Brasil", afirma Vanessa.

    | Foto: Tácio Melo

    "E é justamente por ser descendente da família Fochesatto, da família Sgarioni que eu decidi produzir esse documentário, como forma de honrar e homenagear, todas essas mulheres com muita gratidão porque elas fizeram parte da minha infância da minha juventude, da minha maturidade'', revela.

    Personagem principal

    A protagonista de toda esta linha narrativa é Marisa Sgarioni, uma senhora simples e trabalhadora, que mora em Manaus, há mais de 20 anos e tem como o seu principal ofício e  fonte de renda, a produção de massas italianas artesanais, também provenientes de uma mistura ítalo- brasileira, através da culinária típica da serra gaúcha.

    Herança de Família

    Theresa Fochesatto, a nona (avó) de Marisa foi quem despertou nela,  o  amor e o interesse pelo culinária, além do  desejo  de se dedicar a  aprender as receitas tradicionais da família, como a polenta, um alimento de grande resistência, que pode ser considerado, o principal sustento de muitos italianos e seus descendentes durantes vários anos.

    | Foto: Tácio Melo

    "Quando eu cozinho, eu me sinto como uma artista pintando um quadro. E eu realmente acredito que o que fazemos pode ser comparado ao trabalho de um pintor, pois para nós, o prato é a nossa tela, os temperos, ingredientes, molhos, etc. São as nossas tintas e o resultado de todo esse processo criativo é um belo quadro, que neste caso, em específico, também será posto à mesa, para que todos possam admirar a sua beleza e  também se deliciar com ele."  destaca, Marisa Sgarioni.

    Segundo a artista Vanessa Pimentel, além da cultura Italiana, o documentário, também dialoga com a cidade de Manaus, e seus universo de cores e frutos regionais, como tucumã, além de monumentos históricos como Mercado Municipal Adolpho Lisboa, e as belezas e paisagens que o cercam como o rio, a área portuária, e o povo trabalhador da cidade que fornece todos os dias, ingredientes e  temperos necessários para a preparação dos pratos mais populares da personagem principal, Marisa Sgarioni, como o nhoque, caneloni, tortéi, rondelli, lasanha, e muitos outros.  

    Pós Estreia

    Após a estreia do documentário, a equipe de comunicação do projeto irá compartilhar com o público, conteúdos exclusivos como fotografias do arquivo pessoal de família, bastidores, making off,  e ainda o vídeo release oficial do projeto, e no ano de 2021, distribuirá cópias gratuitas para museus, universidades, bibliotecas e outros centros de pesquisa histórica e cultural, existentes em Manaus e nas comunidades italianas do Rio Grande do Sul, além do museu do imigrante, no qual a família Fochesatto, tem um lugar cativo e todo especial para guardar suas memórias e fotografias.

    Equipe de Trabalho

    | Foto:

    Além de Vanessa Pimentel  que assina a produção artística, roteiro e direção geral, também integram a equipe de trabalho de "A arte de Cozinhar com Sabor, Memória e Afeto", os profissionais: Rogério Campos (Captação de áudio e imagens; Direção de Fotografia);  Emerson Jesus (Edição, Colorização e Finalização); Gerfeson Furtado (Design Gráfico); Tácio Melo (Fotografia de Divulgação); Luana Pedrosa (Making Off) e Wanessa Leal (Produção de Imagens, Assessoria de Comunicação).

    Serviço

    O quê? Estréia do Documentário "A arte de cozinhar com sabor, memória e afeto" 

    Quando? Dia 30 de Dezembro

    Onde? Canal do Youtube. Acesse: https://bit.ly/docaartedecozinhar

    Horário? 19h00 - horário de Manaus

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Artistas amazonenses comemoram aprovações na Lei Aldir Blanc

    Porta dos Fundos estreia novo especial de Natal após polêmica de 2019

    Multimídia: Paulo Moura resgata suas origens no SGC Curumim

    Comentários