Fonte: OpenWeather

    Espetáculo


    Espetáculo virtual "Pra te fazer lembrar" será apresentado no dia 29

    Obra será transmitida por meio do Instagram @daniely.lima e aborda a solidão e os afetos de um homem ao sair do país de origem

     

    A narrativa da obra é inspirada na história de vida do ator venezuelano José Arenas, e a cenografia contém fragmentos das vivências do ator, explica Daniely. "Utilizamos fotos da infância do próprio autor da história, o José
    A narrativa da obra é inspirada na história de vida do ator venezuelano José Arenas, e a cenografia contém fragmentos das vivências do ator, explica Daniely. "Utilizamos fotos da infância do próprio autor da história, o José | Foto: Lukas Macedo

    Manaus - Um corpo que movimenta o medo, a solidão e o percurso das relações humanas. Este é o centro do espetáculo virtual de teatro “Pra te fazer lembrar”, a ser transmitido no dia 29 de janeiro, às 17h, no Instagram @daniely.lima_, em formato de live. Dirigida por Daniely Lima, a obra conta a história de Gregório, um imigrante venezuelano que ressignifica relações, sentimentos e espaços ao se mudar para a capital amazonense.  

    Gregório, que é interpretado pelo ator Lukas Macedo, busca enraizar no espetáculo, a partir do corpo-memória, suas histórias entre os fluxos geográficos nos quais se encontra. “Fala da saudade de casa, dos afetos em movimento entre as cidades de Maracaibo e Manaus, a solidão e a busca por territórios poéticos, sólidos. Da imigração à carne, tudo que perpassa esse corpo é vestígio de vida”, destaca a diretora.  

    Segundo Daniely, o projeto estimula um intercâmbio cultural entre Brasil e Venezuela, países amazônicos que vivem processos políticos, a interferirem diretamente na sua relação com o corpo-voz-ação e as relações subjetivas entre todas as referências que se encontram na obra. "Vai além de um espaço fincado, enraizado; é fluxo, móvel, itinerante, como o corpo que atua”, complementa Lima.  

    Fotos da infância dele, da Venezuela, vídeos de quando ele chegou no Brasil, do aniversário dele e afins. Tudo isso vai ajudar a contar a narrativa de uma pessoa que vem de outro país para cá. Gosto muito de trabalhar com teatro documentário. Registros, fotografias, cartas, escritos, vídeos e áudios... acho positivo tudo o que serve de registro para ajudar a dramaturgia", salienta Lima.

    O trabalho é pautado nos estudos do dançarino e teatrólogo eslovaco Rudolf Laban, considerado o "pai da dança-teatro". Além da linguagem de teatro, o projeto utiliza também o Teatros do Real como lugar de investigação de histórias do próprio interprete para a cena. "Já a sonoplastia se debruça em músicas de Maracaibo e alguns experimentos de áudios relatando a biografia do intérprete”, completa Daniely. 

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Cantora manauara, Celestina Maria, arranca elogios no "The Voice +"

    Cantora Iza entra na onda do desafio "Buss It" e arranca elogios

    Comentários