Fonte: OpenWeather

    Teatro


    Gosta de teatro? Federação amazonense oferece oficina gratuita; veja

    Encontros vão ocorrer de forma on-line pela plataforma Zoom nos dias 05 e 06 de abril, às 18h

      

    | Foto: Divulgação

    MANAUS - Estão abertas as inscrições para a oficina “Elementos dos Orixás como preparação cênica” promovida pela Federação de Teatro do Amazonas. Os encontros acontecerão de forma online pela plataforma Zoom nos dias 05 e 06 de abril, às 18h, com carga horária total de oito horas. Podem se inscrever interessados a partir de 16 anos, e as inscrições ocorrem no site fetam.com.br até o dia 5 de abril ou até esgotarem as 22 vagas.

    Nesta oficina, os artistas-pesquisadores Randy Souza e Vitor Rocha, convidam os praticantes a explorarem os elementos terra, fogo, água, ar e as entidades da cosmologia africana, como norteadores das provocações imagéticas e sensoriais. Os participantes estarão imersos em pesquisas e narrativas diaspóricas, que entendem a colonização como um abismo criado entre os brasileiros e suas origens, acentuando a falta de referências e gerando preconceitos.

    As oficinas fazem parte da programação da 14ª Mostra de Teatro do Amazonas que acontecerá de 01 de abril a 01 de maio de 2021. O evento tem o apoio cultural do Governo do Amazonas, pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa por meio do Edital Cultura Criativa, Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana. Com o intuito de fomentar a produção e gestão artístico-cultural do Estado do Amazonas, promovendo intercâmbio, oficinas, bate-papos, rodas de conversas e exibição de espetáculos.

    Randy Souza

    Multiartista. Natural de Manaus - AM, iniciou seus processos artísticos em Campinas – SP juntamente ao Ateliê TRANSmoras, posteriormente estudou teatro e performance no Rio de Janeiro – RJ, tem 25 anos, pessoa trans não binária e viva. Suas pesquisas e criações acontecem no campo do teatro, performance , gênero, sexualidade e interferência urbana.

    Vitor Rocha

    Bixa preta amazônida macumbeira periférica, encarnada em 2001. Trabalha como artista, comunicador, produtor cultural e pesquisador. É graduando em Licenciatura em Teatro pela Universidade do Estado do Amazonas - UEA. Idealizador da Café Preto produções artísticas; intérprete-colaborador em dança contemporânea na Contem Dança Cia; além de produzir seus trabalhos independentes. Suas pesquisas são voltadas aos movimentos, espiritualidade, sexualidade, não pertencimento e performance afro-brasileira.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Casarão de Ideias completa 11 anos de contribuição na cultura do AM

    Prorrogada as inscrições do edital ‘Prêmio Manaus 2021 Zezinho Corrêa’

    Com anos de carreira, Vanessa Pimentel realiza sonho na arte

    Comentários