Fonte: OpenWeather

    Intercâmbios culturais


    Casarão de Ideias participa do Viva Dança Festival Internacional

    O diretor do espaço cultural, João Fernandes, será responsável por comandar uma roda de negócios já tradicional no evento

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus - O espaço cultural Casarão de Ideias participará, neste sábado (1º), a partir das 15h (horário de Brasília), do Viva Dança Festival Internacional 2021, que chega a sua 14ª edição, colocando a Bahia na rota de eventos calendarizados promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais.

    De acordo com João Fernandes, diretor do Casarão, está é uma oportunidade de aproximar o Amazonas de outros estados e países.

      “Recebi o convite com muita honra, pois sei a importância desse festival não apenas para o universo da dança, mas para a cultura de uma forma geral. Poder debater isso, agora, neste momento pelo qual estamos passando, é de extrema importância para toda a classe artística”, comenta Fernandes.  

    Ele, que é responsável pelo Mova-se Festival: Solos, Duos e Trios, comandará, juntamente com outros convidados, uma roda de negócios batizada de ‘Networking’, tradicional dentro da programação do festival.

    Com o tema ‘Conexão América Latina: Redes e Festivais em Tempos de Pandemia’, o encontro será voltado para fortalecer a rede de parcerias, intercâmbios e colaborações entre festivais de dança e artes cênicas do Brasil e da América Latina.

    Em parceria com o Crear en Libertad (Paraguai), parceiro de longas datas do Viva Dança, este encontro reúne festivais de diversos países latinoamericanos. “Será uma grande oportunidade de falar sobre o Mova-se e, quem sabe, estabelecer uma parceria com os demais organizadores culturais”, salienta ele. Mais informações podem ser obtidas no site festivalvivadanca.com.br

    Com informações da assessoria*

    Leia mais:

    Casarão de Ideias completa 11 anos de contribuição na cultura do AM

    ‘Ideias Editadas’ chega a 19ª edição com lançamento virtual

    Casarão de Ideias: um lugar para todas as artes no Amazonas

    Comentários