Fonte: OpenWeather

    Personalidades


    Os 'caboquinhos' que fazem sucesso dentro e fora do Amazonas

    Artistas amazonenses ultrapassam as barreiras geográficas e fazem sucesso nacional e internacional

    Rosa Malagueta em cena com a atriz Carol Duarte | Foto: Reprodução

    Diz o ditado popular que 'quem come jaraqui não sai mais daqui'. Porém,  alguns caboclos além de sair, levaram o nome do Amazonas para diversos lugares do Brasil e do mundo, com suas artes, ideias e conceitos, chegando a alcançar reconhecimento de público e crítica, até mesmo internacional. O EM TEMPO separou as histórias de alguns desses nossos conterrâneos que merecem nossos aplausos.

    Rosa Malagueta

    Em grande evidência, a atriz conhecida por sua personagem de humor ‘Maria’, da dupla Raimundo e Maria, este ano participou da novela 'A Força do Querer', interpretando a rezadeira ‘Neide’. Nascida em Tabatinga (distante 1110 Km de Manaus), tem mais de 30 anos de carreira, passando pelo teatro e pelo cinema. Em 2009 participou do longa-metragem ‘A festa da menina morta’ dirigido por Matheus Nachtergaele, trabalho que levou a atriz a participar de diversos festivais de cinema no Brasil e até mesmo fora dele.

    Este mês Rosa está em Sorocaba (interior de São Paulo) gravando um longa-metragem do diretor Ronaldo Azeta, previsto para estrear em 2018. Morando atualmente no Rio de Janeiro ela dará sequência aos trabalhos na telinha.

    Na próxima terça-feira (14), véspera de feriado, Rosa Malagueta e Kid Mahall receberão uma homenagem de vários artistas de diversos segmentos da arte em alusão aos personagens Raimundo e Maria, às 20h no Almirante Hall.

    Lorena Simpson é amazonense e faz grande sucesso fora do Amazonas
    Lorena Simpson é amazonense e faz grande sucesso fora do Amazonas | Foto: Reprodução

    Lorena Simpson

    A cantora e dançarina amazonense é considerada a maior artista da House Music Nacional e a mais premiada na área. Considerada Embaixadora da Diversidade Sexual Internacional,  entre os prêmios em destaque estão o de 'Melhor Show do Ano', 'Melhor Cantora' pela DJ Sound Awards e 'Revelação da Dance Music Brasil' pelo Prêmio Jovem Brasileiro.

    Com mais de 10 singles lançados, a turnê e música ‘Hey Hey!’, em parceria com o dj e produtor brasileiro, Breno Barreto, foi uma das músicas mais tocadas no verão europeu no último ano. Hoje ela prepara um novo trabalho com músicas em português e pela primeira vez em Espanhol.

    A última vinda à Manaus foi em junho deste ano, quando a diva fez um show que aconteceu em uma boate no centro da cidade.

    Marcelo Gomes Mourão prepara a exibição em Manaus de um documentário sobre a sua carreira
    Marcelo Gomes Mourão prepara a exibição em Manaus de um documentário sobre a sua carreira | Foto: Reprodução

    Marcelo Mourão

    O renomeado bailarino internacional, há mais de 20 anos no ‘American Ballet Theatre’, começou a carreira aos 5 anos de idade no Rio de Janeiro- RJ. Em 1993 foi se especializar nos Estados Unidos no Harid Conservatory em Boca Raton.

    Foi promovido a solista no ABT em 1999, tornando-se bailarino principal já em 2002. Em 2016 o bailarino esteve em Manaus para show no Teatro Amazonas intitulado: "Marcelo Mourão Gomes no Teatro Amazonas". Na ocasião trouxe 8 bailarinos da companhia. O espetáculo foi acompanhado pela Orquestra Amazonas Filarmônica e regida pelo maestro Marcelo de Jesus.

    Este ano Marcelo lançou o documentário "Anatomy of a Male Ballet Dancer", uma produção independente, produzido e dirigido por David Barba e James Pellerito. O filme conta a história do bailarino em toda sua trajetória. A pretensão de Marcelo é em breve fazer uma exibição do longa na capital.

    Zezinho Corrêa é o vocalista na Banda Carrapicho
    Zezinho Corrêa é o vocalista na Banda Carrapicho | Foto: Reprodução

    Carrapicho

    O tambor que batucou no Brasil e na Europa levando o público a dançar o ‘dois pra lá e o dois pra cá’, foi o grupo Carrapicho. Na década de 90 a banda estourou com o hit ‘Tic Tic Tac’.

    Convidados por um produtor a fazer uma turnê na Europa, eles ganharam discos de platina e ouro, chegando a vende mais de 15 milhões de discos. Sucesso em países como França, Alemanha, Bélgica, Suíça, Polônia, Israel, Líbano, Argentina, Chile, e Paraguai. Na França fizeram um show para o canal ‘Place du Trocadero’ que tinha ao fundo a Torre Eiffel, com a presença de pelo menos 300 mil pessoas.

    Após 20 anos de existência, hoje a banda faz shows esporádicos. Zezinho Correia vocalista da banda, nunca deixou de se envolver com a arte. Até hoje faz apresentações em nome do grupo e solo. No Rock in Rio deste ano, a canção “Tic Tic Tac” foi incluída no repertório da banda amazonense ‘Tudo Pelos Ares’, como uma homenagem ao grande sucesso internacional.

    Valter Menezes está entre os classificados ao Prêmio Nobel de Educação 2017
    Valter Menezes está entre os classificados ao Prêmio Nobel de Educação 2017 | Foto: Reprodução

    Valter Menezes

    O professor parintinense foi indicado ao Prêmio Nobel da Educação (2017) com o projeto ‘Água limpa para os curumins do Tracajá’. Ele ficou entre os 50 classificados em todo o mundo.

    Além desta indicação, ele também venceu o Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, realizado nacionalmente.

    Em uma família de 11 irmãos, Valter saiu aos 7 anos do interior do Estado para estudar, decidido a virar professor. Com mais de 20 anos de profissão, atualmente vive com seus 3 filhos  e continua combatendo  a violência e a pobreza através da educação.

    Ele pretende lançar novos projetos como, um viveiro de plantas, um parque infantil, um centro cultural, uma escola vocacional e uma expansão do Projeto Água Limpa.

    Eliana se apresenta no próximo dia 24 de novembro no Teatro Amazonas
    Eliana se apresenta no próximo dia 24 de novembro no Teatro Amazonas | Foto: Reprodução

    Eliana Printes

    De pai nordestino e mãe paraense, a amazonense Eliana Printes começou a tocar violão com 12 anos. Estudou musicalização, e nesse mesmo tempo, foi convidada a ser vocalista de uma banda de alunos do SESI. Participou de Festivais acadêmicos e em 1994 gravou seu primeiro disco independente.

    Com oito singles lançados, suas músicas já participaram de trilha de filme, como ‘Qualquer gato Vira- Lata’. Participou ainda de um concerto Em Berlim, na Alemanha, e o último trabalho é o “Tudo em Movimento” da Universal Music, com dez canções, sendo 6 inéditas. 

    Comentários