Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Após três horas de paralisação, trânsito é liberado na avenida Umberto Calderaro

    O tr6nsito foi liberado pelos agenstes do Institop Municiapl de Engenharia e Fiscalização de Tr6ansito (Manaustrnas) - foto: Ione Moreno
    O via foi liberado pelos agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Tr6ansito (Manaustrans) - foto: Ione Moreno

    Após três horas e meia, o trânsito na avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho foi liberado pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans). A via tinha sido interditada por causa de um acidente com uma carga de MDF, que caiu em cima de um ônibus da linha 446. O acidente deixou quatro pessoas feridas.

    Os destroços espalhados na avenida foram retirados por agentes da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp).

    Conforme o Corpo de Bombeiros, o caminhão de placa OAC-2599 fez uma curva e a carga que estava no contêiner caiu sobre o ônibus da linha 446. Os passageiros do coletivo entraram em pânico e quebram os vidros do ônibus para sair.

    As vítimas feridas no acidente foram identificadas como Jucicleide de Souza Santos 64, Maria Auxiliadora Rodrigues de Souza 63, Júlio Ferreira Barros Neto, 22 e Isabelle Lima Martins, 2 anos. A criança foi levada para o Hospital e Pronto-Socorro Infantil Joãozinho, na Zona Leste, e as outras vítimas foram conduzidas para os pronto-socorros 28 de Agosto e João Lucio.

    O caminhão, segundo o Corpo de Bombeiros, pertence à empresa Cristal Transportes. Equipes da Polícia Militar e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) estão no local dando apoio na ocorrência.

    Segundo o motorista do ônibus, Jessé Freitas, 32, cerca de 15 passageiros estavam no coletivo no momento do acidente.

    “Estava trafegando normalmente quando de repente vi uma lona preta vindo na direção do ônibus, então resolvi jogar o veículo para o outro lado. Freei e em seguida vi o material (compensado) caindo em cima do ônibus. Os passageiros ficaram muito assustados” disse o motorista.

    O dono da carga, identificado como Anderson Veloso, esteve no local e informou que vai prestar assistência para as vítimas do acidente. Segundo ele, no contêiner havia 16 toneladas de madeiras MDF.

    “Sempre contratei os serviços dessa empresa para fazer o transporte desse tipo de carga e nunca havia acontecido nada parecido antes. Irei dar toda a assistência para as vítimas. Algumas pessoas disseram que o motorista fugiu do local do acidente, mas isso não é verdade. Ele só saiu do local porque estava muito nervoso e foi para um hospital”, falou o dono da carga.

    Devido o acidente, o trânsito foi interrompido para acesso à rua Stênio Neves. O condutor foi orientado a seguir pela avenida Darcy Vargas com destino à avenida Ephigênio Sales. No sentido Coroado-Amazonas Shopping, pela avenida Ephigênio Sales, o fluxo segue sem alterações, porém com bastante retenção.

    Portal EM TEMPO

    Comentários