Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Policiais militares falam de Jesus para jovem e evitam suicídio na Ponte Rio Negro

    Soldado Bowman, 34 anos, 9 de polícia militar, e cabo Fran Welington, 40 anos, há 16 na corporação - Arquivo Pessoal

    Quando acordaram na última terça-feira (6), os policiais militares cabo Fran Wellington e soldado Bowman Guimarães, da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar de Iranduba (CIPM), não imaginavam que acabariam o dia como heróis. A dupla foi responsável por salvar a vida de Julian Avelino, de 23 anos, que tentou suicídio na Ponte Rio Negro.

    O bilhete que Julian deixou para mãe

    "Foi uma das melhores coisas que já aconteceu na minha vida. Uma sensação única que não consigo descrever", contou o cabo Fran Wellington, mais tranquilo, um dia depois de ter salvado o rapaz.

    Os momentos de tensão começaram quando a mãe de Julian achou uma carta em cima da mesa, por volta do meio dia.

    "Mãe, me perdoa. Roberto, cuide da nossa mãe porque você é o homem da casa agora! Ajude ela nesse momento mais difícil da vida dela", dizia o bilhete escrito com letras tremidas.

    A mãe sabia dos problemas emocionais que o filho enfrentava, se preocupava com a saúde psicológica dele e ligou para a polícia de Iranduba pedindo ajuda.

    A equipe do cabo Fran Wellington atendeu a ocorrência e recebeu informações de que Julian teria entrado em um ônibus, que ia em direção à Ponte Rio Negro.

    Os policiais mostraram fotos do rapaz nas guaritas da ponte e conseguiram chegar até Julian por volta das 14h30, quando ele já estava do lado de fora da grade, preparado para pular.

    "Encostei na grade, ele deve ter me conhecido lá do município. Conversei com ele, ganhei confiança e na primeira oportunidade agarrei na blusa dele", contou o cabo.

    Wellington disse também que falou sobre as questões emocionais que perturbavam o rapaz e que confortou Julian falando sobre Jesus.

    "Foi fundamental eu ter falado de Jesus para ele. Acho que foi isso que o salvou. Foi jesus que salvou esse rapaz", declarou, emocionado, o PM.

    No vídeo divulgado em uma rede social, é possível ver o momento em que outro PM vai até a grade e agarra o rapaz pela bermuda.

     

    "Nós combinamos de puxar ele. Ele não resistiu e conseguimos salvá-lo, graças a Deus", contou o cabo.

    Depois de toda a tensão, os policiais entregaram Julian nos braços da mãe e viveram momentos de comoção.

    "Foi lindo! Nos abraçamos, choramos. Foi certamente um dia muito especial e Deus operou nas nossas vidas", concluiu o PM, que esperava viver só mais um dia de trabalho e acabou participando de uma das experiências mais fascinantes da vida.

     

    Gabriel Costa
    EM TEMPO

    Comentários