Fonte: OpenWeather

    Jogos


    'Universiades em Beijing', China 2001, Brasil nos Jogos Universitários

    Na Delegação do Brasil para estas Universiades, tínhamos nomes que começavam a apresentar forte crescimento no desporto nacional e internacional. O Futebol Feminino Universitário obteve a Medalha de Ouro, em Beijing, conseguindo um feito inédito

    Escrito por Dudu Monteiro de Paula no dia 01 de fevereiro de 2021 - 21:43

     

    | Foto: Divulgação

    Ano 2000.

    A Confederação Brasileira de Desportos Universitários (CBDU) encontrava-se em situação crítica e sem verba para participar dos Jogos Universitários Mundiais  que seriam realizados na China em Beijing no ano seguinte.

    À época, Taner Verçosa era Vice-Presidente da CBDU e com o Presidente César Ferreira de Souza foram até Brasília solicitar ao Ministro Arthur Neto, o apoio do Governo Federal. Desta feita, foram prontamente atendidos.

    O Brasil Universitário embarcou com a delegação completa.

    Era eu, o Jornalista oficial da Delegação e, como rotina, Jornalista não pode ficar na hospedagem de Atletas e Dirigentes. Assim, fui também credenciado como Membro da Delegação.

    Como cheguei na noite da Abertura do Jogos, assisti, pela TV, a um dos maiores espetáculos do planeta (o vídeo da Abertura estará disponível em breve: no Portal OLÁ! SALVE, SALVE!).

    Na Delegação do Brasil para estas Universiades, tínhamos nomes que começavam a apresentar forte crescimento no desporto nacional e internacional.

    Neste artigo, destacarei os que conseguiram Medalhas e seguiram como Atletas Brasileiros de Sucesso.

    O Futebol Feminino Universitário obteve a Medalha de Ouro, conseguindo um feito inédito. Haja vista, nunca o Brasil havia conseguido destaque internacional na modalidade.

    O Futebol Feminino Brasileiro conquistou destaque e reconhecimento mundial nestes Jogos. O Técnico era o Professor Marcelo Frigério, que recentemente dirigiu uma equipe de futebol em Manaus.

    Na sequência, acompanhamos a participação da Ginasta Daiane dos Santos, que conquistou a medalha de Prata no Solo do evento. Conquistou em solo Chinês, sua primeira medalha de destaque em nível mundial e em Beijing e ao som de “Brasileirinho”, com uma performance quase perfeita, disparou rumo ao sucesso mundial.

    Tornou-se Medalhista Olímpica e referência da modalidade, inclusive, emplacando movimentos ginásticos com seu nome.

    Uma das maiores Estrelas do evento foi Maurren Higa Maggi. Na pista de atletismo, ela conquistou o Segundo Lugar nos 100 com Barreiras, em seguida atravessou a pista e conquistou e medalha de Ouro no Salto em Distância.

    Esta conquista seria o prenúncio da Medalha Olímpica no Salto em Distância em 2008. Mesma prova e mesmo País, obtendo diversos outros excelentes resultados em outras competições e escrevendo o seu nome na História do Atletismo Mundial.

    Na Delegação Brasileira havia outros nomes de destaque, dentre eles: Aurélio Miguel e Rogério Sampaio (Medalhistas Olímpicos no Judô); Fabíola Molina da Natação e dos Saltos Ornamentais. Além de muitos Atletas de modalidades coletivas que fizeram História no desporto nacional no Voleibol, Basquete, dentre outros.

    O JOGOS UNIVERSITÁRIOS MUNDIAIS de 2001, em Beijing, na China, contou com a participação de 165 países e a Tocha Olímpica foi acesa pelo Atleta Chinês TIAN CHIAN.

    Por hoje é só! Semana que vem tem mais! Fuuuiiiiii!

    Dudu Monteiro de Paula

    Jornalista esportivo

    Comentários