Fonte: OpenWeather

    Futuro


    Obama incentiva jovens a se importarem com os problemas dos outros

    EX-presidente deixou conselhos para os jovens formandos de 2020 durante “formatura online”

    Obama dá discurso poderoso sobre incertezas do futuro após coronavíru | Foto: Divulgação

    Manaus – Com as medidas de isolamento social estabelecidas para conter o avanço do novo Coronavírus, eventos tiveram que ser cancelados no mundo todo com isso. As tão sonhadas formaturas precisaram ser deixadas para depois devido a possibilidade de causar aglomerações. Nos Estado Unidos foi criado um evento chamado “Graduate Together: America Honors the High School Class of 2020″, que tem por objetivo celebrar a formatura de estudantes americanos que concluíram o ensino médio, mas não poderão participar de eventos comemorativos devido a pandemia. Dentre os nomes convidados a prestar homenagens aos formandos esteve o ex-presidente do país, Barack Obama que usou o twitter para aconselhar os estudantes sobre a nova fase da vida.

    O evento foi realizado de forma online, no último sábado (16) no início do vídeo comemorativo, Obama inicia sua fala destacando as incertezas que podem surgiu nos formandos ao entrarem na vida adulta e que elas podem aumentar devido a situação atual do mundo.

    “O que permanece verdadeiro é que a sua formatura marca a passagem para a vida adulta, quando você começa a cuidar da sua própria vida. É quando decide o que é importante para você: o tipo de carreira que você quer seguir. Com quem quer construir uma família. Os valores que você quer ter. E, de olho na situação atual do mundo, isso pode ser um pouco assustador”, afirmou o ex-presidente.

    Durante o discurso, o ex-presidente também reforçou que a mudança do país americano dependerá dos novos profissionais que os estudantes se tornaram no futuro.

    “A pandemia também puxou a cortina para outra verdade dura, uma que a gente tem que aceitar quando nossa infância acaba. Todos aqueles adultos que você achava que estavam no poder e sabiam, o que estavam fazendo? Acontece que eles não têm todas as respostas. Muitos nem estão fazendo as perguntas certas. Então, se o mundo vai melhorar, depende de vocês”, afirmou.

    Obama enfatizou ainda que a solução para que as coisas melhorem no mundo é a população passar a exercer a empatia na sociedade.

    “A pandemia mexeu com o status e expôs os problemas do nosso país, da desigualdade econômica às disparidades raciais até a falta de saúde básica para quem precisa. Acordou várias pessoas jovens para o fato de que fazer as coisas do jeito antigo não vão funcionar; que não importa quanto dinheiro você tem se todo mundo ao seu redor está com fome e doente; e que a nossa sociedade e a nossa democracia apenas funcionam quando não pensamos em nós mesmos, mas um nos outros”, enfatiza.

    O ex-presidente também deixou três conselhos para os formandos, entre eles está que os estudantes não devem ter medo, pois o país já passou por tempos difíceis e saiu mais forte devido a geração de pessoas jovens aprenderem com os erros. Em segundo, o presidente incentivou que os formandos façam o que acham certo, pois agir por meios fáceis e convenientes é o que fez com que as coisas chegassem como estão

     Por último, Obama incentivou que os jovens “construam uma sociedade” e que se “importem com os problemas dos outros”.

    Manaus 

    Olímpio também precisou abrir mão da colação de grau
    Olímpio também precisou abrir mão da colação de grau | Foto: Arquivo Pessoal

    Em Manaus, a recém-formada em Engenharia Civil, Emili Olímpio, também precisou abrir mão da colação de grau e as comemorações devido à pandemia. Mas apesar de ter os planos mudados, a engenheira afirmou que o momento foi simbólico e ficará marcado para sempre.

    “Antes de tudo isso acontecer, o isolamento e a paralização da universidade, a minha colação já tinha sido marcada para o dia 17 de abril. Quando veio a notícia da paralisação eu fiquei muito preocupada, já estava muito ansiosa, pois queria o meu registro profissional para seguir com alguns projetos e sem ele eu não conseguira dar andamento”, diz.

     Depois de muita aflição, a colação da jovem foi marcada para o dia 13 de abril, com a presença da minha mãe, minha irmã e da diretora acadêmica. “Foi bem rápido e simples, mas, muito simbólico. Claro que eu gostaria de vestir minha beca e jogar o capelo para cima com meus amigos, colegas e professores, mas ainda assim, minha colocação foi especial em ambos os sentidos, foi uma realização incrível”, relembrou Emili.

     Apesar da festa de formatura ser o sonho de muitos acadêmicos, essa pode ser a oportunidade de investir no lado profissional.

    “Festa requer gastos e a vida de um recém-formado tem seus desafios. Eu nunca fiz questão de ter a festa e preferi guardar dinheiro para investir na minha profissão, talvez nesse momento essa possa ser uma boa opção para muitos”, incentivou a engenheira.  

    Comentários