Fonte: OpenWeather

    Edital


    TCE-AM deve avaliar se suspende ou não o concurso do TJAM

    Publicação do edital vem sendo questionada, e este não é o primeiro pedido de suspensão do concurso

    Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Amazonas também já havia pedido a suspensão do concurso. | Foto: Divulgação

    Manaus - Nesta semana o Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM) apresentou um pedido de suspensão do concurso do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) . A publicação do edital vem sendo questionada, e este não é o primeiro pedido de suspensão do concurso. O relator do pedido é o conselheiro Antônio Júlio Cabral, do TCE/AM. O certame segue em andamento, mesmo com o pedido de suspensão em julgamento.

    O TJ/AM  e a Cebraspe, que é quem organiza o concurso,  tinham até sexta (30) para responder todos os questionamentos do TCE/AM.  Assim que o TCE/AM tiver acesso aos argumentos finais, será possível tomar a decisão de suspender ou não o concurso até que o edital esteja de acordo com as exigências do processo.

    O Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Amazonas (Sintjam) também já havia pedido a suspensão do concurso, tendo em vista que o edital em questão não trazia nenhuma vaga para o cargo de auxiliar judiciário, que é o cargo mais demandado no quadro de servidores da instituição. 

    Outra falha foi a baixa oferta de vagas para o cargo de analista judiciário com especialidade de oficial de justiça avaliador federal. O edital convoca dois profissionais da área, mas o órgão precisa de 204.

    Vagas 

    O certame oferece 640 cargos para nível médio e superior, em todo o estado do Amazonas. A remuneração varia entre R$ 4.558,34 e R$ 8.936,96, mais benefícios. As inscrições para o concurso do TJ/AM foram encerradas no dia 21 de agosto. 

    A prova objetiva está prevista para acontecer no dia 13 de outubro de 2019. Confira o edital

    Comentários