Fonte: OpenWeather

    Concurso


    Concurso TCE-AM: presidente volta a confirmar novo edital

    Concurso será para suprir necessidades surgidas em decorrência de aposentadorias

    Tribunal Contas do Estado do Amazonas | Foto: Divulgação

    Manaus- O novo concurso do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), voltou a ser confirmado pelo presidente do órgão, conselheiro Mario de Mello. Por meio de live em rede social, ressaltou que a seleção deverá contar com oportunidades para a carreira da procuradoria geral jurídica da corte de contas, além de outras oportunidades para carreiras com exigência de nível superior. De acordo com ele, já conversou com o governador Wilson Lima, que enviará para a Assembleia Legislativa um projeto de lei para alterar a constituição do estado e criar a procuradoria geral jurídica. Ainda de acordo com o presidente do órgão, embora a carência seja de 304 postos, a expectativa é de que sejam oferecidas aproximadamente 150 vagas.  Novas informações devem ser confirmadas em breve.

    Em fevereiro, já tinha anunciado que " o  tribunal precisa fazer esse concurso urgentemente, porque corre o risco de começar a atrapalhar a principal função do Tribunal de Contas, que é cuidar do recurso público". 

    De acordo com ele, a previsão é de que o certame ocorra até o início de 2021. "Vamos realizar o concurso público. Lógico que dentro da condição orçamentária do tribunal. Mas é o nosso foco e tenho certeza de que nós vamos ter sucesso", disse.  

    O concurso já conta com banca organizdora definida. De acordo com informações divulgadas pelo órgão, a escolhida é a Fundação Getúlio Vargas (FGV), cujo contrato deve ser assinado em breve.

    A seleção é aguardada desde o final de 2018, quando, em 18 de dezembro, foi anunciada pela então presidente Yara Lins, durante almoço com a imprensa.  Na ocasião, a então presidente adiantou que deverão ser oferecidas aproximadamente 200 vagas, no sentido de suprir necessidades que surgirão até o final de 2019. Os cargos e vagas que serão oferecidas no certame ainda serão confirmados. Porém, informações preliminares são de que haverá vagas para o cargo de auditor técnico de controle externo nas áreas de auditoria governamental, auditoria de obras públicas e Ministério Público de contas. A remuneração inicial ainda será confirmada

    Para auditoria governamental são aceitos candidatos com formação em administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências atuariais, ciências contábeis, ciências econômicas, direito, geologia, jornalismo, medicina, pedagogia, psicologia e odontologia. 

    Para controle externo é necessário possuir formação em direito e para auditoria de obras públicas, arquitetura, engenharias ambiental,   elétrica, eletrônica, de estrada, mecânica, naval, de pesca, de petróleo e gás e de transporte ou logística. 

    *Com informações da JC Concursos

    Comentários