Fonte: OpenWeather

    Cursos gratuitos


    Cetam abre vagas para cursos técnicos na Capital e no Interior

    As inscrições começam a partir da zero hora do dia 26 de agosto e seguem até às 16h do dia 8 de setembro

    São 1.028 vagas voltadas para o interior e 785 para a capital | Foto: Divulgação

    Manaus - O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), inicia na próxima segunda-feira (26), as inscrições para o processo seletivo que vai destinar 1.813 vagas para cursos técnicos e cursos de especialização técnica de nível médio, na Capital e no Interior. 

    As inscrições começam a partir da zero hora do dia 26 de agosto e seguem até às 16h do dia 8 de setembro (horário oficial de Manaus). A inscrição será exclusivamente via internet, no site da  Concursos Copec

    São 1.028 vagas voltadas para o interior e 785 para a capital. No interior, serão 16 cursos técnicos e três especializações técnicas destinadas à ampla concorrência.

    As vagas estão divididas em 33 cursos técnicos e 8 especializações técnicas, conforme informações contidas nos quatro editais que já se encontram no site da Copec para consulta prévia. 

    A taxa de inscrição custa R$ 30. O processo seletivo será realizado por meio de prova objetiva que ocorrerá no dia 20 de outubro de 2019. O início das aulas para a capital está previsto para o mês de março de 2020. 

    Novos cursos 

    Neste ano, serão ofertados três novos cursos de especialização: Especialização Técnica de Nível Médio em Saúde Bucal-Instrumentação Cirúrgica em Implantodontia; Especialização Técnica de Nível Médio em Segurança do Trabalho-Prevenção e Controle de Emergência e Especialização Técnica em Análises Clínicas–Parasitologia e Urinálise.

    Indígenas 

    Nesta edição, há novamente um edital voltado exclusivamente para atendimento das comunidades indígenas. São 80 vagas de nível médio técnico, destinadas a formar profissionais de várias etnias para atuar em suas próprias comunidades, bem como em outros cenários de diversidade cultural, aprofundando seus conhecimentos em saúde indígena. O candidato precisa ter Registro Administrativo de Nascimento de Índio (Rani) ou declaração expedida pela Fundação Nacional do Índio (Funai). 

    *Com informações da assessoria


    Comentários