Fonte: OpenWeather

    Turismo


    Pesca esportiva apresenta crescimento no Amazonas

    Setor movimenta cerca de R$ 50 milhões, por ano, no Amazonas

    Os principais municípios procurados para o entretenimento estão localizados na calha do rio Negro e Madeira. | Foto: Reprodução/Internet

    Manaus - Para quem quer desfrutar as férias e experimentar algo diferente, o Amazonas oferece um cenário perfeito para a prática da pesca esportiva. A atividade vem destacando-se positivamente a cada ano e atrai, além dos turistas americanos, adeptos de todo o Brasil. A atividade turística promove a Economia do Estado.

    “Nós temos aqui o que há de melhor no mundo, entre eles o ecoturismo, turismo de pesca e o turismo de aventura. Nós estamos fazendo um estudo da pesca esportiva em Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. É surpreendente como a pesca esportiva está inserida e presente no nosso mercado”, diz a presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Roselene Medeiros.

    A gestora conta que não tem número exato sobre o crescimento da pesca esportiva no ano de 2018, em comparação a 2017, mas adiantou que houve um crescimento considerável no setor.

    A atividade da pesca esportiva atrai mais de 10 mil turistas ao Amazonas
    A atividade da pesca esportiva atrai mais de 10 mil turistas ao Amazonas | Foto: Janailton Falcão/Arquivo Em Tempo

    Em abril de 2018, foi divulgado pelo Governo do Estado no 1º Workshop sobre Pesca Esportiva, realizado em Manaus, que a atividade da pesca esportiva atrai mais de 10 mil turistas ao Amazonas e movimenta cerca de R$ 50 milhões por ano no Estado.

    Em 2018, o Amazonas recebeu um volume de 607 mil turistas. Já em 2017 foram 586 mil turistas que passaram pelo Estado, um aumento de 3,67%. A Amazonastur destaca que o maior público de turistas no Amazonas é composto por turistas estrangeiros, principalmente dos países: Estados Unidos, Alemanha, França e Inglaterra. Já em relação aos turistas brasileiros, os paulistas são os que mais participam da atividade.

    Renda e oportunidade

    O gasto médio do turista estrangeiro no Amazonas é de R$ 252 por dia e de turistas domésticos é de R$ 197. Os dados são abrangentes de todo o setor no turismo. Ainda não foi divulgado apenas os dados de consumo oriundos da pesca esportiva, mas a gestora da pasta acrescenta que os números são significativos.

    A pesca esportiva  movimenta cerca de R$ 50 milhões por ano no Estado
    A pesca esportiva movimenta cerca de R$ 50 milhões por ano no Estado | Foto: Janailton Falcão

    Mesmo sem os dados atualizados, o que se sabe é que a pesca esportiva movimenta a economia local. Os recursos oriundos dessa modalidade turística geram emprego e renda, principalmente para os moradores das cidades ribeirinhas que trabalham como guias, barqueiros e em outras atividades associadas.

    A principal busca do Governo do Estado é transformar a pesca esportiva em matriz econômica do estado. Atualmente, conforme análise das projeções dos últimos anos, percebe-se que a modalidade vem sofrendo transformações positivas. Um dos caminhos para o crescimento e desenvolvimento da pesca está na criação de eventos turísticos voltados para o setor em outros municípios da região.

    Temporada de pesca no Estado

    A abertura da Temporada de Pesca Esportiva acontece no segundo semestre e para aumentar a demanda de turistas que procuram o Amazonas para a prática dessa atividade, que tem baixo impacto ambiental, a Amazonastur tem feito ações de promoção do destino para os amantes e aficionados pela pesca em todo o Brasil e em feiras turísticas mundiais.

    Crescimento contínuo nos últimos anos

    Conforme a declaração de crescimento apontado pela Amazonastur, o presidente da Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Amazonas (AEP-AM), Tomás Igo Munoz Sanches, confirma a "onda" de crescimento da modalidade no Estado. O esporte já faz parte do cotidiano do amazonense e registrou um crescimento de 10%, entre 2016 e 2017.

    Grupo de turistas participam de pesca esportiva no município de Barcelos-AM
    Grupo de turistas participam de pesca esportiva no município de Barcelos-AM | Foto: Janailton Falcão/Arquivo Em Tempo

    "O amazonense está tão apaixonado pelo esporte, que hoje temos vários torneios de pesca no Estado. Seja de caiaque, de bote, de lancha ou em pesqueiro, os nativos têm conseguido praticar mais a pesca esportiva. Balbina é um grande exemplo, todo final de semana tem centenas de praticantes de pesca por lá", disse.

    Os principais municípios procurados para a prática da pesca esportiva estão localizados nas calhas dos rios Negro e Madeira e envolver cerca de 30 cidades, mas as principais delas são: Barcelos; Santa Isabel do Rio Negro; Nova Olinda, Borba; Careiro e São Sebastião do Uatumã.

    "A maioria do público que participa da pesca esportiva é de outros estados e de fora do país, pois o praticante amazonense opta em fazer a pesca recreativa - que é aquela onde se captura o cardume e uma parte vai para alimentação. Isso quer dizer que não devolvem todos os peixes ao rio, porém, isso tem diminuído ano a ano. Muitos amazonenses têm praticado esse esporte, mesmo tendo poder aquisitivo baixo. Esse crescimento depende dos serviços, estruturas e a região que se vai pescar", explicou.

    Em 2018, o Amazonas recebeu um volume de 607 mil turistas
    Em 2018, o Amazonas recebeu um volume de 607 mil turistas | Foto: Janailton Falcão

    Para quem vai se aventurar em lugares distantes da cidade, a cadeia produtiva que é gerada em função da atividade, envolve a comercialização dos serviços turísticos genéricos (transporte, hospedagem, alimentação) e especializados (locação de embarcações e guia de pesca), além dos insumos utilizados na pesca (material de pesca, combustível, mídia impressa e televisiva).

    Edição: Bruna Souza

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Governo discute melhoria da estrutura dos aeroportos do interior do AM

    Amazonas se prepara para receber turistas após isenção de vistos

    Comentários