Fonte: OpenWeather

    Viagens


    Férias: amazonenses se preparam para viagens de fim de ano

    Procura por passagens aéreas tende a crescer em setembro, tido como o mês limite para comprar tickets em conta para o período de férias

    Segundo agente de viagem, quanto maior o tempo de planejamento da viagem, melhores serão os preços das passagens aéreas e hospedagem | Foto: Reprodução

    Manaus - Levantamento do buscador de voos e hotéis Viajala mostra que a antecedência ideal para comprar bilhetes para os principais destinos nacionais é de cerca de dois meses. É o caso da servidora pública Cristiane Souza. Ela gosta de planejar bem suas viagens. Pelo menos seis meses antes de embarcar no destino escolhido, ela corre para garantir passagens aéreas e hospedagem.

    “Como não tenho dinheiro extra para viajar, faço essas coisas com antecedência. Prefiro comprar e quitar o quanto antes as passagens e hospedagens e assim ficar só com os gastos do que vou comprar lá, como alimentação, presentes e passeios. É melhor, a gente viaja mais tranquilo e não quebra o orçamento”, justifica a servidora.

    Cristiane está entre os amazonenses que estão se planejando mais para realizar a tão sonhada viagem de férias. De acordo com agente de viagem Graco Silva, há um crescimento no planejamento das viagens, justamente para conseguir melhores

    preços.

    “É uma tendência que vem sendo observada há pelos menos dois anos. Quanto antes você compra, mais barato você paga. Estamos a três meses do fim do ano, então a procura por passagens para o período de Natal e Réveillon é grande”, afirma.

    Segundo o agente, em setembro há um aumento de 20% na procura de passagens e pacotes para o fim do ano. Setembro e outubro são tidos como os últimos meses para encontrar passagens aéreas mais baratas, explica Graco, mas ressalta que dezembro a fevereiro é período de alta temporada, então raramente se tem passagens promocionais. “Por isso os clientes acabam optando por pacotes de viagem, já que têm economia com um preço maior".

    Esse fato é reafirmado pela presidente da agência de viagens Paradise Turismo, Claudia Mendonça. “Mesmo agora em setembro, já temos dificuldades em encontrar as melhores tarifas para quem quer viajar no fim do ano”, diz.

    Planejamento

    A solução para conseguir o melhor preço é investir no planejamento das férias. A recomendação dos agentes de viagem é antecipar em no mínimo seis meses a compra de passagens e hospedagens.

    “O amazonense que se planeja está conseguindo preços melhores com esse planejamento. Ele consegue as melhores promoções, os melhores pacotes, escolhe o melhor destino que ele possa viajar sozinho, em casal ou em família. A partir do momento que você se planeja, paga mais barato e tem maior facilidade no pagamento. É possível chegar nas férias com o pacote de viagens praticamente pago”, diz Graco.

    Um exemplo: uma pessoa que viaja hoje compra uma passagem para São Paulo em torno de R$ 1,2 mil a 1,5 mil. O mesmo cliente poderia ter comprado em maio por um preço mais em conta, na faixa de R$499 a R$ 599. “Quem se antecipa compra até 50% mais barato do que aquele que compra em cima da hora”, resume o agente.

    Facilidades

    Com a crise econômica que atingiu o país nos últimos anos, era de se esperar que o número de viagens diminuísse. Na avaliação de Graco e Claudia, isso não tem acontecido. “O número de vendas de passagem no primeiro semestre em 2019, por exemplo, foi bastante positivo”, informa.

    Para Graco, a resposta das companhias aéreas à crise foi oferecer mais facilidades na hora de adquirir passagens aéreas. “Mesmo com a crise, a procura por viagens tem crescido. As companhias aéreas estão vendo um mercado mais competitivo, então equiparam seus preços e oferecem mais opções de promoção e pagamento. É uma garantia que o cliente vai encontrar essas vantagens”, pondera..

    Outro ponto a favor da compra de passagens e pacotes está nas formas de pagamento. É possível parcelar a viagem dos sonhos em até 12 vezes no cartão de crédito, dizem os agentes. O pagamento por boleto bancário em até seis vezes sem juros também é outra opção vantajosa. 

    “A demanda da concorrência entre as companhias aéreas facilitou a compra direta do cliente, assim como facilitou para as agências de viagens ofertarem pacotes turísticos para os viajantes. Por isso é importante a pessoa procurar uma agência ou agente de viagens, pois se tem mais comodidades de parcelamento que não teriam comprando sozinho pela internet ou na companhia aérea”, aconselham os profissionais.

    Antecipar demais é bom?

    É possível comprar passagens aéreas com pelo menos um ano de antecedência. Mas a pergunta entre os viajantes é: vale a pena adquirir os tickets 12 meses antes para viajar em julho ou dezembro? Para Graco, a resposta é não.

    “Esses períodos não têm promoção de tarifas, pois são de alta temporada. Comprando um ano antes, corro o risco  de pagar mais caro ou o mesmo valor que teria comprando com seis meses de antecedência”, explica. 

    O agente reforça que seis meses é o prazo ideal para garantir passagens e pacotes de viagem. Nos períodos de baixa temporada, correspondente aos meses de agosto a novembro e março a junho, as companhias aéreas realizam diversas promoções.

    “O cliente acaba montando pacotes de viagem com vários destinos que ele sonha conhecer com preços atrativos que ele pode pagar”, resume Graco.

    Destino

    Não tem jeito: o destino favorito do amazonense continua sendo as regiões litorâneas. O Rio de Janeiro é o mais procurado para as férias, junto com cidades do Nordeste. Fortaleza e Recife despontam como destinos mais vantajosos, já que Manaus possui quatro voos diários e diretos para a capital cearense e um traslado sem escala para a capital pernambucana. Além disso, o período de dezembro a janeiro corresponde ao alto verão nordestino, o que torna aquela região ainda mais atraente para os amazonenses.

    Entre os destinos internacionais, Claudia Mendonça destaca Miami, nos EUA, e a ilha caribenha de Aruba. Para os que querem fugir do calor, Paris, Lisboa e Madri são as opções mais procuradas. Já para as viagens em família, Santa Catarina e o famoso parque temático Beto Carrero World é um dos destinos mais buscados.

    Entre as tendências de viagem dos últimos anos, a procura por países asiáticos tem surpreendido o mercado de turismo. “As pessoas estão buscando conhecer o mundo e adquirir cultura, porque viagem antes de tudo é experiência e cultura”, explica Claudia.

    Comentários