Fonte: OpenWeather

    Empreendedorismo


    Em Manaus, artesãos transformam lixo em oportunidade de renda

    Garrafas, vidros e latas ganham novas utilidades e ajudam a sustentar famílias

    Projeto Reusa da Redenção ajuda 40 famílias por meio do artesanato. | Foto: Dirce Quintino/FAS

    Manaus - O que era apenas curiosidade, transformou-se em fonte de renda para a dona de casa Fátima Maria Corrêa, 66, que está há 30 anos trabalhando como artesã. O principal instrumento de trabalho são itens que na maioria das casas vão para o lixo. Ela e outros artesãos têm visto em materiais descartados oportunidades de novos negócios para suas famílias. Conheça algumas destas histórias!

    Fátima Maria Corrêa é artesã há 30 anos.
    Fátima Maria Corrêa é artesã há 30 anos. | Foto: Tácio Melo

    Fátima começou fazendo bonecas de pano e bordando. Hoje, sua renda vem destas e de outras formas de artesanatos como decoupage, papietagem, mosaicos e outros itens utilizando latinhas, vidros, garrafas, filtro de café e restos de jeans. Tudo é resultado de um olhar criativo. “Eu olho para lata de sardinha e penso: ‘eu tenho que fazer alguma coisa com ela, ela é muito bonitinha’ e é assim que vai saindo as peças”, conta. 

    Fátima compartilha que todo dia leva uma peça nova para vender. Ela vende peças que vão de R$ 5 a R$200.
    Fátima compartilha que todo dia leva uma peça nova para vender. Ela vende peças que vão de R$ 5 a R$200. | Foto: Tácio Melo


    A dona de casa nunca fez cursos, ela aprendeu sozinha. “É uma terapia para mim, eu falo que quando estou aqui, estou descansando. Artesanato é o que eu amo fazer”, relata. 

    No seu ateliê, o acervo tem quase mil peças. Fátima compartilha que todo dia leva uma peça nova para vender. Ela vende peças que vão de R$ 5 a R$200. 

    Fátima é uma das mais de 69 expositores da Galeria +, Shopping do Artesanato, inaugurado no dia 25 de outubro de 2018, com a finalidade de promover artesãos locais e empreendimentos econômicos solidários. 

    Fátima é uma das mais de 69 expositores da Galeria +
    Fátima é uma das mais de 69 expositores da Galeria + | Foto: Tácio Melo

    Como a grande maioria dos expositores do local, ela reclama da falta de divulgação do espaço e do pouco movimento. Os concorrentes são bem fortes, uma vez que a Galeria fica entre dois grandes centros comerciais, os shoppings Amazonas e Plaza. 

    Reusa

    Um coletivo de artesãs, do bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus, também tem encontrado no lixo uma forma de alcançar o empoderamento econômico. Com o apoio da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), o Programa de Restauração Ecológica e Urbanização Sustentável na Amazônia (Reusa) tem ajudado mais de 40 famílias a se manterem, tendo como principal foco o artesanato feito com materiais recicláveis.

    À frente do projeto está a líder comunitária Maria Cristina Pereira, 56, uma mulher que encontrou na arte uma forma de sustentar a família após um divórcio conturbado há 13 anos, que foi o início de uma situação financeira muito complicada. 

    Dona Cris é a líder comunitária à frente do Reusa da Redenção.
    Dona Cris é a líder comunitária à frente do Reusa da Redenção. | Foto: Jakeline Xavier

    Dona Cris venceu a depressão profunda quando começou a ensinar artesanato para as senhoras do bairro. “Só dei um suspiro de liberdade quando eu me envolvi com a comunidade, há mais ou menos cinco anos”, relata.

    Ela começou ensinando crochê para uma amiga recém-chegada do interior, que morava de favor e não tinha como se manter. Hoje, esta mesma amiga possui até um negócio próprio com sandálias decoradas.

    O coletivo do Reusa da Redenção ajuda as famílias ensinando a fabricação de pufes, ecobags, reciclagem de vidro, papelão, jornal, cds e óleo de cozinha, além de ensinar as artes de crochê, feltro e pintura. 

    O programa tem foco em restauração ecológica, educação ambiental, urbanismo sustentável, fortalecimento do associativismo, geração de renda e saúde pública, a serem desenvolvidos de forma colaborativa. Palestras, rodas de conversas e serviços psicológicos são alguns dos outros serviços que  o espaço dispõe para a comunidade.

    Comentários