Fonte: OpenWeather

    Dívidas


    Tropical Hotel tem energia cortada e pode encerrar atividades

    O hotel está devendo R$ 8 milhões para a concessionária

    Um dos hoteis mais conhecidos da capital amazonense | Foto: Divulgação

    Manaus - Em virtude de uma dívida de R$ 8 milhões, a Amazonas Energia cortou, na última sexta-feira (10), o fornecimento de energia elétrica do Tropical Hotel Manaus, um dos hotéis mais luxuosos da capital amazonense, localizado no bairro Ponta Negra, Zona Oeste da capital amazonense.

    Além de interromper o fornecimento de energia, a concessionária retirou toda a estrutura que interligava a rede de distribuição da companhia.

    Em nota, a Amazonas Energia informou que há mais de 20 anos tenta diversas tentativas de negociações com o hotel, mas sem sucesso.

    A última negociação ocorreu em abril de 2019, quando a distribuidora concedeu desconto de 60%, sobre o valor da dívida de mais de R$ 20 milhões. Entretanto, o acordo, que previa o pagamento de R$ 8 milhões, não foi cumprido pelo hotel, conforme divulgou a concessionária. 

    Ainda conforme a nota, desde o ano de 2018, até o presente momento, foram realizados três cortes por inadimplência, mas o hotel conseguia o religamento por meio de liminares.

    A concessionária reforça que "todo o procedimento realizado foi feito de forma legítima, obedecendo às regras contidas na Resolução 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) – (art. 172), que autoriza a suspensão no fornecimento de energia para todas Distribuidoras de Energia do país, em caso de inadimplemento".

    *O Em Tempo recebeu informações de que a gerencia do hotel estaria remanejando hóspedes para outras acomodações na cidade. No entanto, a informação foi negada pela assessoria de imprensa do Tropical Hotel. Por telefone, a reportagem foi informada que "o hotel tem capacidade para hospedar aproximadamente 1,5 mil hospedes diariamente, mas atualmente opera com a faixa de 150 a 300. Hoje, com o corte no fornecimento de energia elétrica, não havia hospedes no imóvel". 

    Também há rumores de que nos próximos dias o estabelecimento feche as portas e encerre todas as atividades, incluindo os shows previstos para o calendário de 2019. No entanto, a assessoria negou o boato e ressaltou que "o hotel aproveitou a situação para fazer uma reorganização da matriz energética, para tentar formas alternativas e não depender só da Amazonas Energia". A previsão é que a energia seja restabelecida nos  próximos 15 ou até 60 dias.

    Questionada sobe o desligamento de funcionários, a assessoria destacou que "por conta da baixa taxa de hospedes, atualmente o hotel trabalha com boa parte dos funcionários em regime temporário". Diante da situação, o Tropical Hotel disse que estes funcionários serão desligados e permanecerá apenas com os efetivados, que somam aproximadamente 50.

    *Matéria atualizada as 15h45 com a versão do Tropical Hotel

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Dívidas de água e energia podem ser negociadas em mutirão; saiba como

    Amazonas Energia divulga motivo de ‘apagão surpresa’ em Manaus

    Comentários