Fonte: OpenWeather

    Beleza


    Sem crise: mercado de beleza cresce no Amazonas

    Em 2018 o setor movimentou R$ 47, 5 bilhões e a expectativa é de um aumento de 2% no faturamento deste ano, afirma ABIHPEC

    Maior franquia de salão de beleza da Região Norte é amazonense. | Foto: Divulgação

    Manaus - Apostar em um marca que já é conhecida no mercado pode ser uma excelente forma de começar a empreender. Entre os segmentos que mais se destacam, está o de ‘Saúde, Beleza e Bem Estar’.  De acordo com Associação Brasileira de Franchising (ABF), o grupo apresenta taxas de crescimento de franquias de 9,2%, com uma expansão em unidades de 6,7%.

    Em 2019, a estimativa é que este setor tenha um aumento de faturamento de  2% em comparação ao ano passado, quando movimentou R$47,5 bilhões, conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

    Os desafios para quem resolve empreender são muitos. O alto investimento, a burocracia  para a regularização, impostos e a falta de mão de obra qualificada também se tornam grandes desafios a serem superados para quem pretende ingressar e obter sucesso nessa área.

    'Mercado da beleza hoje em Manaus está cada vez mais atraente'

     A empresária Luciana Lucena, proprietária do Instituto de Estética Integrada, afirma que empreender na área de saúde e beleza, assim como em qualquer outra área, é um misto de oportunidades e desafios. “O mercado da beleza hoje em Manaus está cada vez mais atraente para os investidores, porém é preciso ter cautela, conhecer a área de atuação e ter uma boa equipe de profissionais. Manter um bom relacionamento com os clientes ajuda a se diferenciar e se manter no mercado.” 

    Para Luciana, para se manter num  mercado tão competitivo é preciso ter um diferencial e um bom plano de negócio. “Também é preciso conhecer bem as burocracias que terá que enfrentar para não se surpreender lá na frente. Nem tudo é tão simples”, explica.

    Franquia amazonense é referência na Região Norte

     O Espaço Amanda, uma franquia de beleza que pertence ao Amanda Beauty Center, possui sete unidades em Manaus. O diretor executivo, Beto Pontes, conta que o relacionamento com o franqueado é sempre de muita parceria. “Temos uma atuação muito próxima, ajudamos na gestão do dia a dia, nos treinamentos e em questões estratégicas”. 

    Ser um franqueado Espaço Amanda exige um investimento que varia conforme o tamanho da loja, custando em média R$ 400 mil, com retorno em até 50 meses. O padrão se mantém com muito treinamento, acompanhamento semanal de pessoas e dados, além de políticas de motivação da equipe. 

    Franquias nacionais encontram espaço no mercado amazonense

     Atuando no mercado amazonense há 18 anos, a Depyl Action, rede de franquias com mais de 100 lojas em todo o Brasil e no exterior, não encontrou muita dificuldade em se inserir na região. “O público amazonense é vaidoso e receptivo para o segmento da beleza”, afirma a proprietária das cinco unidades existentes em Manaus, Tatiana Aquino. 

    Apostar em um time de  profissionais altamente qualificados, treinados diretamente pela matriz, unidades equipadas com cabines individuais e climatizadas, para o cliente se sentir tranquilo e confortável durante todo o atendimento, além de seguir um rigoroso protocolo de higiene e segurança e tabela unificada são seus principais diferenciais.

    Outro caso de sucesso no ramo depilação é o Espaçolaser. Com origem em São Paulo e pouco mais 15 anos atuando no mercado nacional,  esta franquia tem seis unidades em Manaus. A primeira foi aberta  em 2016, a segunda em 2017 e daí para frente só cresceu, com forte aceitação do público. Cada um dos espaços atende em média de 30 a 50 clientes por dia.

    "Investir em uma franquia é apostar em quem tentou, conseguiu, replicou e deu certo”

    Quando se trata de franquia, fazer uma prévia pesquisa de mercado é indispensável. O Amazonas tem peculiaridades que podem ser um empecilho para o sucesso de marcas já conhecidas nacional e internacionalmente. Para o economista Wallace Meirelle Reis, alguns desses fatores são a renda média baixa da população, a concentração da grande maioria do público na cidade de Manaus, além de burocracia, tributos e legislação pesada, que se tornam gastos que sobrecarregam o empreendedor.

    Outros fatores que podem contar como desvantagem são os gastos de instalação e mantimento, que são muito pesados no início do negócio. “Incentivos governamentais seriam essenciais para que marcas regionais tivessem fortalecimento no mercado”, afirma o economista. 

    Para Renan Pessoa, presidente da CDL Jovem Manaus e especialista em vendas, “investir em uma franquia é apostar em quem tentou, conseguiu, replicou e deu certo”. Empresas com maior experiência no mercado têm processos prontos  que podem dar certo em diversas regiões. Um modelo já validado oferece maior tranquilidade para o franqueado, tendo maior aceitação e viabilidade. 

    O especialista dá algumas dicas para quem quer investir em uma franquia:

    - Estude o negócio;

    - Converse com pessoas que já investem em franquia;

    - Escolha um ramo que você goste e tenha aptidão, não foque apenas no lucro, pois a longo prazo será desgastante;

    - Descubra qual franquia se encaixa no seu orçamento;

    - Vale lembrar que o retorno não é imediato. Quanto maior o negocio maior o tempo de retorno.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    'Sorriso Gengival' pode ser corrigido com aplicação de botox

    Harmonização facial: dentistas oferecem procedimentos estéticos

    Comentários