Fonte: OpenWeather

    Sexo


    Mercado erótico movimenta mais de R$ 1 bilhão e lojas no AM inovam

    No mês dos namorados lojistas faturaram 20% a mais em comparação ao ano passado. E o vibrador foi o item mais vendido.

    Mercado erótico movimenta mais de R$ 1 bilhão e lojas no AM inovam. | Foto:

    Manaus - Seja para sair da rotina, apimentar a relação ou sentir prazer sozinho (a), o mercado de produtos eróticos está em alta e movimentando R$ 1 bilhão por ano, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico (Abeme). No mês dos namorados, lojas de Manaus faturaram 20% a mais em comparação a 2018.

    A presidente da associação, Paula Aguiar, estima que mais de 80 mil pessoas mudaram de profissão nos últimos cinco anos e, hoje, vendem de porta em porta os brinquedinhos sensuais em todo o país. "O sexo é sempre um item de primeira necessidade. Aliás, é importante que as pessoas continuem fazendo sexo em épocas de crise", diz.

    Paula Vieira se se reinventou e montou o ‘Sex Shop Delivery’

    Além da loja física, Paula Vieira tem o ‘Sex Shop Delivery’
    Além da loja física, Paula Vieira tem o ‘Sex Shop Delivery’ | Foto:

     A ex-assistente administrativa Paula Vieira, há 10 anos atrás, resolveu empreender junto com seu esposo. A partir daí tiveram a ideia de montar um sex shop e implantaram no Amazonas a Desfrut Sex Shop.

    “A loja tem sete anos de sucesso no mercado manauara. O nosso diferencial é que temos produtos variados, presamos no atendimento e além da loja física, nós temos um site e perfis nas redes sociais em que os clientes podem realizar os pedidos. A demanda é grande pelo comércio online, pois algumas pessoas ficam com vergonha em ir até a loja e têm a questão também da comodidade”, conta.

    Aumento de 20% nas vendas

    Com um público consolidado entre 25 a 40 anos, Paula Vieira conta que com a venda do Dia dos Namorados, as vendas no mês de junho aumentaram 20% em comparação a junho de 2018 e o produto que mais saiu foi o vibrador.

    “Nossa procura aumentou bastante nos últimos tempos. E estamos sempre inovando e trazendo novidades para a loja, exemplo disso, é a máquina do sexo que tem várias funções que geram prazer”, diz.

    Preconceito ou vergonha em ir a um sex shop?

    Paula conta que com os filmes que foram lançados no mercado cinematográfico, ela percebeu que aumentou as vendas na loja e esse tabu de ir a um sex shop está sendo ‘quebrado’.

    “Em Manaus ainda tem esse tabu em ir a um sex shop sim, mas nós percebemos que os casais estão procurando mais, eles vão até a nossa loja para comprar produtos como gel, óleos, fantasias e brinquedos que os satisfaçam”, revela.

     Mitos e verdades sobre quem vai à sex shop

    Os mitos:

    1. O produto mais vendido é o vibrador

    2. Apetrechos sexuais substituem um parceiro(a)

    3. Sex shop é só para quem está insatisfeito na cama

    4. Sex shop é coisa de pervertidos, tarados etc

    5. Homens não são bem-vindos em sex shops

    6. Mulheres têm vergonha de falar no assunto

    As verdades:

    1. A primeira vez é a mais difícil

    2. A sex shop é um ambiente de mulher para mulher

    3. Não há faixa etária média de consumidora

    4. O produto erótico é um mediador entre o casal

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Crise econômica não afeta setor de produtos eróticos

    Saúde sexual é tema de evento com sexólogo em Manaus

    Comentários