Fonte: OpenWeather

    Aviação


    MAP Linhas Aéreas ganha 12 dos 41 slots da Avianca em Congonhas

    Empresas tem até 9 de agosto para cumprir com os requisitos operacionais

    MAP Linhas Aéreas | Foto: Ione Moreno

    Manaus - A Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) divulgou, nesta quarta-feira (31), a distribuição dos 41 slots (horário de pouso e decolagem) da Avianca Brasil, que estão hoje disponíveis no aeroporto de Congonhas, na cidade de São Paulo (SP). A empresa regional MAP Linhas Aéreas, companhia com seis anos de atuação na região Norte, recebeu 12 slots. 

    Map Linhas Aéreas

    Com forte atuação nos Estados do Amazonas e Pará, a MAP anunciou o interesse nos horários de Congonhas, na segunda-feira (29). O CEO da companhia, Héctor Hamada, ressaltou que está bastante satisfeito com o resultado. “A maneira como os slots foram distribuídos pela Anac favorecem o consumidor, que ganha mais opções de companhias atuando. Além disso, é uma forma de garantir a competitividade saudável do mercado”, destacou. 

    Héctor explicou que, agora, os slots aprovados serão analisados para posteriormente definir o início da operação, dentro do prazo estabelecido pela Anac. 

    A aeronave destinada para atender a operação será o modelo ATR 72, com capacidade para 70 passageiros. Héctor adianta que a companhia comunica que já contratou a tripulação para iniciar a operação em Congonhas. 

    Atualmente, a MAP atende 14 cidades do Amazonas e Pará. A companhia desenvolve um trabalho de grande importância, interligando destinos na região Norte do país. Recentemente, assinou acordo de codeshare com a GOL, permitindo a conexão de 11 destinos dos Estados onde a MAP opera, com as demais regiões do país. 

    A MAP recebeu neste ano a recertificação IOSA, reconhecido internacionalmente como um dos mais criteriosos e exigentes atestados de excelência técnica e elevado padrão de qualidade e segurança operacional. 

    Divisão

    De acordo com a Anac, dos 41 slots que pertenciam à Avianca, 15 ficarão com a Azul, 14 com a Passaredo e 12 com a MAP.

    Segundo a agência, MAP e Passaredo deverão comprovar que terão condições de cumprir os requisitos operacionais exigidos para a operação de voos no aeroporto. 

    Com problemas financeiros, a Avianca entrou em recuperação judicial em dezembro de 2018 e deixou de operar voos em maio deste ano. Em junho, a Anac suspendeu de forma cautelar (provisória) a concessão da empresa para explorar o transporte aéreo regular de passageiro e carga. 

    Na última segunda (29), a Anac informou que Azul e Map haviam pedido para ocupar os 41 horários da Avianca, a Passaredo havia solicitado 30 e a Two, 14. De acordo com a Anac, a Two será alocada na pista auxiliar de Congonhas.

    Comentários