Fonte: OpenWeather

    Estudo


    Vendas online de smartphones registraram alta de 47% no Brasil

    Estudo apresentado na Eletrolar Show aponta que, no primeiro semestre, a preferência do consumidor por celulares premium ficou mais forte no país

    Vendas de smartphones mais caros crescem 121% no Brasil | Foto: Daisy Melo

     Num cenário de primeiro semestre onde a venda de smartphones no Brasil cresceu 121% em relação ao mesmo período do ano passado, ficou atestado que “premiunização”, performance, simplificação e experiência “figital” são as principais tendências de consumo no Brasil. Coletados diretamente no varejo, os dados foram apresentados, na terça-feira (30), no segundo dia da 14ª edição da Eletrolar Show, em São Paulo, pela GfK, uma das mais importantes empresas de pesquisa de comportamento de consumo do mundo.

    De acordo com a GfK, o “figital” (aglutinação entre o físico e o digital) é uma realidade na experiência de consumo no país. “A ideia é integrar os canais de venda, os diversos caminhos de compra para facilitar cada vez mais a compra do consumidor”, explicou o diretor de visões de mercado da GfK, Rui Agapito. Denominada também de borderless shopping, essa tendência agrega, de maneira híbrida, o desejo do cliente brasileiro da experiência física com a oferta de facilitação de compra, oferecendo o máximo de conveniência.

    Paralelo a isso, o mercado já identifica uma expansão da importância do consumo online. Conforme dados da Gfk, o e-commerce cresce acima do mercado nos segmentos premium e inovação. As vendas onlines de smartphones com valor acima R$ 2 mil (+47%), lavadoras de roupas estilo “lava e seca” (+41%) e notebooks “gaming” (+26%) apresentaram incremento no faturamento neste primeiro semestre de 2019 em relação a 2018. O diretor da GfK ressaltou que esse cenário é real apesar de o online registrar um preço médio 28% acima das lojas físicas devido ao portfólio diferenciado.

    Esses dados comprovam também a tendência de “premiunização” no comportamento do consumo. No primeiro semestre de 2019 ante igual intervalo de 2018, houve um aumento de 121% nas vendas de smartphones com telas maiores (5,5’) e com memorias superiores (64GB ou mais). A comercialização de TVs 4K também cresceram (19%) assim como os notebooks mais potentes estilo “gaming” (4%).

    Outro exemplo dessa tendência ao premium/gourmet é a transição de produtos como o micro-ondas e o cooktop. Ainda no comparativo entre os dois semestres, os números da Gfk mostram uma redução (28% para 26%) no faturamento com vendas de micro-ondas e o crescimento dos cooktops que saíram no decorrer dos anos, saindo de 8% (2017) para 9% (2019).

    “O consumidor brasileiro quer telas maiores, mais memória e resolução, produtos mais leves e finos. É o mercado premium que traz mais tecnologia, performance e sortimento, é um consumidor mais exigente, é a goumertização do lar, com mais praticidade, sofisticação e simplicidade ”, comentou o Rui Agapito. Segundo o executivo, essas tendências devem ser ainda mais intensificadas 
    na próxima temporada.

    Linha branca em expansão

    Considerando os setores de telefonia, informática, portáteis, eletroeletrônicos e linha branca, houve incremento de 8% no faturamento no primeiro semestre, saltando de R$ 52,2 bilhões para R$ 56,1 bilhões. A previsão para todo o ano de 2019 é de alta de 5%.

    Entre todos esses segmentos, a estrela foi a linha branca puxada, principalmente, pela venda de condicionadores de ar. “Impulsionado pelos efeitos climáticos, esse setor cresceu 23%. Sem o ar condicionado, que teve alta de 40%, esse índice da linha branca vai para 13%”, explicou Agapito.

    *jornalista viajou a convite da Eletrolar Show

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Vídeo: ZFM e indústria nacional sob as ameaças da abertura comercial

    Desemprego no Brasil recua 0,7%, revela pesquisa do IBGE

    Comentários