Fonte: OpenWeather

    Extensão


    Projeto da UEA oferta vagas para Laboratório de Criação Literária

    Inscrições se encerram nesta sexta-feira (23)

    O curso de extensão terá duração de 30 horas presencias | Foto: Divulgação

    Manaus- O projeto de extensão “A literatura na oficina” do Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes da Universidade do Estado do Amazonas (PPGLA/UEA), está com 20 vagas disponíveis para a primeira turma do Laboratório de Criação Literária, sendo dez para alunos da instituição e as outras para qualquer pessoa acima de 18 anos.

    curso de extensão terá duração de 30 horas presencias e 60 não presenciais, com encontros a cada duas semanas, sempre nas manhãs de terça-feira, indo de agosto ao início de dezembro. Para esta turma, o foco recairá sobre a prosa de ficção.

    Processo

    A seleção se dará por avaliação de textos. Para tanto, os candidatos devem encaminhar para no e-mail , com “Seleção Turma 1” no assunto, um texto literário de autoria própria de até uma lauda em A4 intitulado “O rinoceronte”. As propostas serão recebidas até as 23h59 do dia 23 de agosto de 2019.

    O resultado será divulgado na página de Facebook da Segunda Oficina Laboratório Editorial na segunda-feira, (26). O curso terá início no dia 27 de agosto, às 9h, na sala Ilsa Honório da Escola Normal Superior da UEA, localizada na avenida Djalma Batista, em frente ao Amazonas Shopping. .

    A “velha guarda” do judô do Amazonas novamente mostrou seu valor nos tatames. Desta vez duas lendas da modalidade voltam para o Estado com três medalhas, sendo duas de prata e uma de bronze obtidas nos campeonatos  Sul-Americano e Pan-Americano de Veteranos. Os eventos aconteceram no último fim de semana, (17) e (18) de agosto, em Santiago, no Chile.

    Fundador da equipe Acopajam, o professor Gláucio Mendonça faturou duas medalhas. No Sul-Americano da faixa etária M4 (45 a 49 anos), o manauara ficou com a prata na categoria 90 kg. O campeão foi o argentino Maurício Amoroso.

    Gláucio, que também é diretor técnico da Federação de Judô do Amazonas (Fejama), também conquistou a medalha de bronze na mesma categoria no Pan-Americano. O ouro do Pan ficou com o argentino Mauricio Amoroso e a prata com o chileno Rene Zapata.

    Outro atleta amazonense que se destacou foi Alexandre Leocádio, professor da Associação Barbosa de Lutas Esportivas (ABLE), do bairro da Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus. Competidor do M4 (45 a 49 anos), ele foi medalha de prata na categoria – 73 kg no Sul-Americano, enquanto o ouro ficou com o brasileiro César Rocha. Leocádio também foi quinto colocado no Pan-Americano.

    Rumo ao Mundial

    A dupla agora mira um novo objetivo: o Mundial de Veteranos, de 10 a 13 de outubro, em Marrakech, no Marrocos. Alexandre Leocádio já está com passagem garantida para a competição, enquanto Gláucio Mendonça ainda está buscando apoio junto à Secretaria Estadual de Esportes (Sejel) para garantir sua participação no Mundial.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários