Fonte: OpenWeather

    Polo Industrial de Manaus


    Quarta reunião do Codam avaliará pauta de R$ 667 milhões na ZFM

    A fabricação de urnas eletrônicas, pela Positivo, está entre os destaques dos projetos industriais que serão avaliados nesta quinta feira em Manaus

    A Positivo agora quer fabricar urnas eletrônicas no PIM
    A Positivo agora quer fabricar urnas eletrônicas no PIM | Foto: Divulgação

    Manaus - Com a apreciação de projetos industriais de produção de televisores, condicionadores de ar e até urnas eletrônicas coletoras de votos no Polo Industrial de Manaus (PIM), o Governo do Estado realizará nesta quinta-feira (29), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), a quarta reunião do Conselho de Desenvolvimento do Amazonas (Codam) deste ano.

    No encontro, que começa às 10h, os conselheiros vão avaliar uma pauta com investimentos da ordem de R$ 667 milhões, distribuídos por 33 projetos industriais de diversificação e atualização.

    De acordo com o documento, a previsão é que sejam criados 1.427 postos de empregos, no período de até três anos. A íntegra da pauta da 281ª reunião do Conselho está disponível em www.seplancti.am.gov.br.

    Urna eletrônica

    Os dois principais destaques da reunião de hoje do conselho são os projetos para a produção de urna eletrônica pela empresa Positivo Tecnologia, com valor estimado em R$ 184 milhões e o de televisores da Song Indústria e Comércio, estimado em R$ 169,6 milhões. O primeiro tem a previsão de criar 72 vagas de emprego no período estipulado para o projeto, já o segundo estima a criação de 190 postos de trabalho no mesmo espaço de tempo.

    Ar condicionado

    Entre as outras duas propostas de destaque está o da Daikin que solicita autorização para a fabricação de ar-condicionado ao custo de R$ 43,2 milhões, com a previsão de 503 vagas de emprego, sendo 367 só no primeiro ano dos três acordados. O outro destaque é a empresa Giga Indústria e Comércio que pretende investir R$ 42,1 milhões para produzir fios e cabos conectores, com 107 postos trabalho.

    O Codam é a instância do Governo do Estado responsável pela aplicação da política de incentivo fiscais do Estado. O Conselho é composto por 18 conselheiros, entre os quais representantes de entidades de classe como Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Suframa, Prefeitura de Manaus, e órgãos de fomento e pesquisa, como Afeam e Fapeam e outras secretarias como a Sefaz e Setrab. 

    Balanço

    No balanço das três primeiras reuniões do Codam em 2019, foram aprovados 85 projetos que somam investimentos de R$ 2,129 bilhões. A criação de empregos no período de até três anos é de 2.688 vagas abertas no mercado de trabalho.

    Na reunião anterior do Codam, foram aprovados investimentos na ordem valor de R$ 1,960 bilhão, distribuídos por 23 projetos industriais que incluíam motocicletas, equipamentos para transações comerciais e televisores.

    O encontro confirmou a tendência de outras reuniões do Conselho, que foi a expansão para as cidades do interior de novos empreendimentos incentivados, a Rio Preto Agroindustrial da Amazônia submete aos conselheiros projeto para produzir óleo vegetal fixo de buriti na cidade da região metropolitana com recursos de R$ 1,3 milhão. 

    Números

    184 milhões é o valor estimado pela Positivo Tecnologia para abrir uma linha de produção de urnas eletrônicas coletoras de votos no Polo Industrial de Manaus por três anos

    Comentários