Fonte: OpenWeather

    Hamburguerias


    Experiência do consumidor é fator decisivo para escolher hamburguerias

    Para se manter no mercado, hamburguerias apostam em bom atendimento, ambientes aconchegantes, estrutura "descolada" e perfis bem gerenciados nas redes sociais

    Muito mais que sanduíche, as hamburguerias oferecem uma experiência exclusiva para o cliente. | Foto: Divulgação

    Manaus - Já faz tempo que a experiência do consumidor passou a ser levada à sério pelos empresários. Até mesmo um dos mercados mais populares, o de hambúrguer, teve que se reinventar e apresentar um diferencial que vai bem além da receita do sanduíche. Com redução de faturamento deste setor de -0,7%, dado da  Associação Brasileira de Franchising (ABF), a alternativa é investir em espaços com design diferenciado, ambiente aconchegante e um bom perfil nas redes sociais. 

    Os sócios Fábio Saboia, 46, e Jean Fabrizio, 45, têm dez anos de mercado neste ramo e sabem bem como é se reinventar. Quando começaram a Eighty's Burguer & Beer, em 2009, a concorrência era quase inexistente. "Éramos só nós, não tínhamos concorrência, ficamos de três a quatro anos sozinhos", relata Jean. 

    Hoje, além do aumento da concorrência, o alta no preço dos insumos também deixou a margem de lucro um pouco menor. A saída foi apostar em uma reforma de ambiente, cardápio com consultoria de nutricionista, programa de alimento seguro e capacitação dos funcionários. 


    Antes da hamburgueria, Jean trabalhava com turismo e Fábio tinha uma oficina de funilaria. Quase uma década antes do nascimento da Eighty's, os amigos tinham o hábito de se encontrar na oficina de Fábio para confraternizar. "O Fábio sempre era o DJ das festas, a gente se reunia na oficina dele, fazia uma cota para a cerveja e foi quando surgiu a ideia de montar um bar", compartilha Jean. 

    Uma pesquisa na época já apontava as hamburguerias como mercado promissor. Pensando nisso, os sócios acabaram optando por mudar o foco do negócio, mantendo apenas a proposta de temática dos anos 80. Como Jean já fazia hambúrguer em casa, a paixão do público amazonense pelo sanduíche foi só uma motivação a mais. A aposta não poderia ser mais certeira, o espaço recebe atualmente mais de 8 mil clientes por mês. 

    Eighty’s Burguer & Beer inovou e passou a oferecer cerveja artesanal própria
    Eighty’s Burguer & Beer inovou e passou a oferecer cerveja artesanal própria | Foto: Lucas Silva

    A designer Brunna Talita é uma desses clientes fiéis da hamburgueria. "Eu gosto bastante. O hambúrguer é muito bom, o espaço é bonito e bem decorado e o atendimento é ótimo. É bem anos 80 mesmo", relata. 

    Nas redes sociais, o espaço sempre faz publicações atraentes, mostrando a diversidade do cardápio. Para clientes como José Carlos, este é um diferencial bem interessante. "Na hora de escolher um local para comer, busco referências de amigos ou redes sociais. Um bom atendimento e ambiente são importantes para mim", relata. 

    Pode entrar, fique à vontade

    No Home's Burger todo o conceito de rusticidade transmitido pelo hambúrguer artesanal, feito em casa, foi ampliado para o ambiente. Os móveis de madeira, almofadas e quadros na parede compõem um espaço que remete muito ao aconchego que sentimos dentro de casa.

    Home's, como o nome sugere, foi feito pensando para manter os clientes à vontade, como se estivessem em casa.
    Home's, como o nome sugere, foi feito pensando para manter os clientes à vontade, como se estivessem em casa. | Foto: Divulgação

    "Nós queremos que a pessoa fique bem à vontade e coma bem. Não toleramos que um cliente saia insatisfeito. Se acontecer algo, a gente faz de tudo para apagar essa má experiência. Quando você sai de casa para comer em algum lugar, tem que pelo menos se sentir bem, ser bem atendido", explica o proprietário do espaço, Felipe Bevenuto, 29.

    A hamburgueria está em funcionamento há quatro anos e é a paixão do Felipe. Ele conta que trabalhava com eventos, mas seu coração sempre bateu mais forte pelo empreendedorismo. Durante a adolescência já ensaiava a carreira de empresário vendendo blusas e bonés. 

    Felipe Bevenuto sempre foi apaixonado por empreendedorismo e viu na hamburgueria uma forma promissora de negócio.
    Felipe Bevenuto sempre foi apaixonado por empreendedorismo e viu na hamburgueria uma forma promissora de negócio. | Foto: Divulgação

    Antes de ter o espaço físico, o Home's era um dark restaurant, termo também conhecido como restaurante fantasma, ou restaurante virtual. Trata-se de um estabelecimento de serviço de alimentação que oferece apenas comida para viagem ou delivery. A transição para o espaço físico foi necessária por conta da demanda que cresceu muito. Só no Instagram, são mais de 26 mil seguidores.

    "O ambiente é bem convidativo. É simples, aconchegante e criativo", relata a cliente Morgana Falcón.  "O hambúrguer é muito bom, é bem servido, muito bem feito e bem apresentado". 

    Quintal de casa

    Cada detalhe foi pensado para que o cliente queira estar ali.
    Cada detalhe foi pensado para que o cliente queira estar ali. | Foto: Divulgação

    Iury Barros, 24, está começando agora no ramo. Seu negócio, a Burger & Espetos Top está em funcionamento há menos de um mês e é resultado da parceria com com esposa, Leane Barros, e o sogro, Clemerson Silva. "Sempre gostei da arte de fazer as pessoas sorrirem depois de uma bela comida", conta Iury, que desde adolescente já vendia sanduíches na vizinhança de sua casa. 

    Além do cardápio com toque caseiro, os sócios investiram em oferecer um ambiente diferenciado em que os clientes quisessem estar, não apenas pela comida. Jantar gostoso, preço acessível em um bom lugar, estas foram as premissas para que o espaço saísse do papel. 

    A localização escolhida foi estratégica, rodeada de apartamentos no Passeio do Mindú, Zona Centro-Sul de Manaus.  "Como o apartamento não tem quintal, o nosso lanche virou o quintal deles".

    A fórmula deu muito certo, tanto que o empreendedor não tem o que reclamar. "O ambiente é bem gostoso, aconchegante, e ainda oferecemos um espaço com telões para transmitir jogos e lutas". 

    Mercado

    Dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), apresentados em junho deste ano no Seminário Setorial ABF Food Service, as sanduicherias são hoje 9,9% das franquias culinárias do país. Mesmo tendo apresentado um faturamento de -0,7%, de acordo com ABF a expectativa é que em 2019 haja o crescimento 1%. 

    Após o boom de mercado, ocorrido nos últimos cinco anos, as marcas ainda se mostram fortes, garantindo seu espaço entre os consumidores. Segundo a ABF, esse nicho movimentou quase R$ 700 milhões em 2017.

    Ainda segundo o relatório, os novos modelos de negócios gastronômicos que mais têm possibilidade expansão são lojas de menu reduzido (52%), quiosques (49%) e dark restaurants (44%). 

    Comentários