Fonte: OpenWeather

    Licitações


    Em dez meses, Estado economizou R$ 273 milhões em licitações

    O CSC economizou o valor de R$ 17.781.226,46

    O CSC analisa as necessidades dos órgãos do Estado | Foto: Divulgação

    Manaus- O Centro de Serviços Compartilhados (CSC), antiga Comissão Geral de Licitação do Poder Executivo (CGL), tem mantido o compromisso de trazer economia aos cofres públicos nos certames realizados pelo órgão, tendo economizado R$ 273 milhões aos cofres públicos de janeiro a outubro de 2019.

    No mês de outubro, o CSC economizou o valor de R$ 17.781.226,46 (dezessete milhões, setecentos e oitenta e um mil, duzentos e vinte seis reais e quarenta e seis centavos), economia equivalente a 20,09% do valor licitado.

    Para realizar a economia, o CSC analisa as necessidades dos órgãos do Estado do Amazonas, os quais instruem os processos de licitação com o valor estimado pela Administração. A partir deste valor de referência, o pregoeiro do Centro de Serviços negocia com os licitantes com o intuito de diminuir o valor das mercadorias/serviço, gerando economia para o Estado.

    Todo o trâmite é feito por meio do portal de compras do Estado do Amazonas (www.e-compras.am.gov.br/publico/) e em observância aos ditames da Lei de Licitações (Lei 8.666/1993).

    Na avaliação do presidente do CSC, Walter Brito, “a economia gerada durante este ano nos certames licitatórios foi bastante satisfatória, demonstrando que conseguimos manter a meta de porcentagem prevista em 20%”. “Nossa perspectiva é de continuar aperfeiçoando e melhorando esse quadro”, destacou ele.

    O Centro de Serviços Compartilhados tem o intuito de manter o trabalho com eficiência e continuar gerando economia para o Estado do Amazonas.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários