Fonte: OpenWeather

    Turismo


    Juma Amazon Lodge: aventura na selva com alto padrão hoteleiro

    Espaço é especializado em ecoturismo e oferece diversas atividades personalizadas para os hospedes além de oferecer a típica gastronomia amazonense

    O espaço conta com guias fixos e autônomos, todos bilíngues (português e inglês) | Foto: Divulgação

    Manaus - Conhecer a maior floresta do mundo, as espécies da flora e fauna típicas, é uma experiência inesquecível. No coração da Amazônia, o Juma Amazon Lodge, localizado em Autazes (distante a 100 quilômetros de Manaus), a três horas da capital amazonense, em meio a uma área protegida de 7 mil hectares, oferece uma programação de imersão na floresta amazônica com passeios diurnos e noturnos pelo rio ou no meio da mata em busca de plantas impressionantes e animais selvagens atraindo turistas para a região.

    O hotel possui diversos programas de atividades que variam de uma a cinco noites. Os hóspedes têm a oportunidade de desfrutar de uma variedade de excursões que exploram a flora e a fauna da região, como: explorar trilhas na floresta, observar a vida selvagem, fazer passeios de canoagem, visitar comunidades locais da Amazônia, pescar piranhas e assistir o nascer ou o pôr do sol sobre o rio Juma. Além disso, oferece a típica gastronomia amazonense com café da manhã, almoço, lanche da tarde e o jantar.

    As instalações são intimistas e reservadas, pois os 19 bangalôs são independentes. Há uma sala de palestra que é também um museu, comporta de 15 a 20 pessoas. O espaço conta com guias fixos e autônomos, todos bilíngues (português e inglês), e de outros idiomas podem ser contratados mediante a um valor extra.

    Não há TV nem na recepção, justamente para o barulho não interferir na interação dos hóspedes com a fauna, exceto em ocasiões especiais como a Copas do Mundo.

    Para chegar ao local os turistas são pegos no hotel e levado ao porto do Ceasa. Lá, seguem por um trecho de 45 minutos do Porto do Ceasa em Manaus até a Vila do Careiro em um barco rápido. Durante este trecho o barco passa pelo Encontro das Águas na ida e pelo Flutuante do Pirarucu na volta.

    Na Vila do Careiro até o Rio Maçarico tem um veículo fretado pela Rodovia BR-319 que liga Manaus a Porto Velho. No caminho, os turistas observam as vitórias-régias. O percurso leva uma hora.

    E por último, no Rio Maçarico seguimos num barco rápido até o Juma Amazon Lodge. O primeiro contato mais íntimo com a floresta, passando por furos e igarapés. No último trecho leva mais uma hora.

    Os turistas podem optar em chegar no local por meio de um hidroavião da empresa Seaplane Tours e dura aproximadamente 30 minutos.

    O Juma existe há 20 anos em Manaus. O hotel recebe aproximadamente 3 mil pessoas anualmente. Os turistas são do Brasil, Estados Unidos e Europa.

    De acordo com o diretor dos hotéis Juma, Caio Fonseca, entre os diferenciais está a localização. E o espaço oferece conforto nos amplos bangalôs e gastronomia local no restaurante do hotel.

    “Estamos realmente no meio da selva, o que possibilita uma experiência mais intensa. Além disso, o hotel está completamente na copa das árvores, possibilitando uma integração total com a floresta. Também incluímos todas as refeições e os principais passeios em nossas diárias”, enfatiza Fonseca.

    O pacote de uma noite com pensão completa e um passeio fica a partir de R$ 1.545,00 por pessoa em quarto triplo em baixa temporada.

    Há uma combinação grande de passeios e possibilidades que podem ser acessadas no site: http://www.jumalodge.com.br/pages/pacotes.

    As reservas podem ser feitas pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones +55 (92) 3232-2707, +55 (92) 99142-2708(whatsapp).

    Comentários