Fonte: OpenWeather

    Efeito Pandemia


    Empresários esperam que CMM aprove suspensão de feriados em Manaus

    Comércio estima que suspensão dos feriados pode ajudar a recuperar até 35% dos prejuízos do setor durante o período de 12 meses

    | Foto: Lucas Silva

    Manaus – Empresários do comércio e da indústria amazonense, que ainda vivem os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) sobre a economia, esperam recuperar até 35% dos prejuízos, se a Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovar Projeto de Lei (PL) que suspende todos os feriados municipais, em Manaus, pelos próximos 12 meses. Os setores esperam com essa suspensão sair do vermelho, recuperando a produção, as vendas e os empregos.

    De autoria do vereador Hiram Nicolau (PSD), o Projeto de Lei número 165/2020, que foi deliberado na terça-feira (26) da semana passada, pede a suspensão até mesmo dos pontos facultativos municipais, como forma de ajudar os setores a recuperarem o que tempo que ficaram parados. A medida foi apresentada um dia depois de o Governo do Amazonas sinalizar de que o comércio não essencial retomaria, gradualmente, as suas atividades, o que ocorreu na segunda (1º).

    Projeto do vereador Hiram Nicolau (PSD) foi apresentado na semana passada
    Projeto do vereador Hiram Nicolau (PSD) foi apresentado na semana passada | Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM

    No período de 12 meses, Manaus tem oficialmente pelo menos seis feriados municipais e um ponto facultativo oficial, referente ao dia do funcionário público municipal. Segundo o presidente da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomercio-AM), Aderson Frota, quando essas datas caem no meio da semana, o comércio perde muitas vendas.

    De acordo com Frota, no momento, a economia do Estado não pode se dar ao luxo de perder vendas, portanto, a ideia do parlamentar é louvável diante do que o setor passou durante mais de 70 dias de portas fechadas. “Aplaudimos e esperamos que a Câmara Municipal aprove o projeto, sem restrições. É necessário para que possamos sair do vermelho e proteger os empregos”, observou.

    O presidente da Câmara de Dirigentes de Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, disse acreditar que a proposta é essencial e que deve ser colocada em prática o quanto antes. “Nós não podemos mais ter paralisações. Acredito inclusive que podemos recuperar de 30% a 35% do que foi perdido se o PL for aprovado”, salienta.

    Presidente CDL-Manaus, Ralph Assayag diz que, com feriados suspensos, comércio poderá recuperar parte do prejuízo
    Presidente CDL-Manaus, Ralph Assayag diz que, com feriados suspensos, comércio poderá recuperar parte do prejuízo | Foto: Divulgação

    Segundo Assayag, sem os feriados e pontos facultativos, Manaus continuará produzindo e gerando empregos. Ele disse que a recuperação econômica só irá realmente ocorrer quando os segmentos conseguirem contratar novos funcionários. “A matemática é simples, não precisa ser economista. Se nós conseguirmos ultrapassar e começar a ter uma reabertura de lojas e novas contratações significa que conseguimos superar essa crise econômica da Covid-19”, afirma.

    Indústria

    Para a indústria, os benefícios não são diferentes. Segundo o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, a proposta é relevante para a recuperação da economia e isso também envolve o setor industrial. “É positivo porque poderemos recuperar, pelo menos, a atividade que se perdeu este ano. Muita gente ficou parada e agora é hora de compensar os impactos em todos os segmentos”, defendeu.

    Cieam diz que muita gente ficou parada na quarentena e que agora é hora de buscar a recuperação na indústria
    Cieam diz que muita gente ficou parada na quarentena e que agora é hora de buscar a recuperação na indústria | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Ao contrário de Wilson, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antônio Silva, diz que a medida não teria tanto efeito na indústria. “Nem sei se para o comércio teria, pois são no máximo quatro feriados municipais e dois pontos facultativos. Contudo, cada poder estabelece seu calendário. Vamos ver como vai ficar”, comentou.

    Mais sobre o PL

    Devido ao isolamento social, serviços públicos e privados, considerados não essenciais, tiveram seu funcionamento suspenso, durante a pandemia, acarretando prejuízos e desemprego na capital. Com a suspensão dos feriados municipais e pontos facultativos, por um período de 12 meses, contribuirá para um esforço coletivo de todos os setores, que sofreram e ainda sofrerão as consequências desse período de paralisação.

    “O Projeto foi criado para suprir uma necessidade. Assim que o decreto for revogado, Manaus vai precisar voltar a trabalhar, produzir, as pessoas precisam ganhar dinheiro. Ressalto que o projeto envolve apenas os feriados municipais, não se refere aos feriados do calendário nacional. Sei que algumas áreas se sentem prejudicadas, como o setor turístico, mas lembro que são apenas feriados municipais e eu estou lado a lado com a luta do turismo”, disse o vereador.

    Suspensão de feriados municipais e pontos facultativos irá ocorrer por um período de 12 meses
    Suspensão de feriados municipais e pontos facultativos irá ocorrer por um período de 12 meses | Foto: Reprodução/Internet

    Confira os feriados e pontos facultativos em Manaus

    Feriados municipais

    Terça-feira de Carnaval

    Quarta-feira de cinzas

    5 de setembro: Elevação do Amazonas a categoria de província

    24 de outubro: Aniversário de Manaus

    20 de novembro: Dia da Consciência Negra

    18 de dezembro:  Dia de Nossa Senhora de Conceição, Padroeira de Manaus

    • Pontos facultativos

    28 de outubro (quarta): Dia do Servidor Público 

    Comentários