Fonte: OpenWeather

    quarto ciclo


    Bares e flutuantes retomam atividades comerciais em Manaus

    Mesmo com o baixo índice de confiança do consumidor, segmentos retomam em busca da recuperação dos prejuízos

    Donos de bares que relatam prejuízos de 100% na pandemia, agora se preparam para receberem seus clientes | Foto: Divulgação

    Manaus - Na sequência da retomada das atividades econômicas em Manaus, nessa segunda-feira (6), teve início o quarto ciclo do plano de reabertura gradual do comércio não essencial. Além de creches, escolas e universidades, na lista de autorização também estão inclusos os bares e flutuantes. Empresários se preparam para retomar em meio ao baixo índice de confiança do consumidor, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM).

    Com ritmo reduzido dos indicadores de contaminação e óbitos da Covid-19, o Governo do Amazonas permitiu a retomada de quase todas as atividades econômicas na capital amazonense. O plano de reabertura gradual estabelece regras que devem ser seguidas pelos setores público e privado, incluindo distanciamento, higiene pessoal, sanitização de ambientes, comunicação e monitoramento.

    "Entendemos nossa responsabilidade social”, afirma dono do Intocáveis Pub
    "Entendemos nossa responsabilidade social”, afirma dono do Intocáveis Pub | Foto: Divulgação

    Segundo o dono do Intocáveis Pub, Aldenor Neto, 35 anos, várias adaptações estão sendo feitas em seu estabelecimento para que os clientes possam se sentir mais seguros. “Acreditamos que os cuidados têm que ser dentro para fora, por isso estamos realizando uma sanitização no ambiente do bar e treinando toda a equipe da cozinha para que sigam o novo protocolo, bem como nossos garçons e outros colaboradores. Entendemos nossa responsabilidade social”, assegura.

    Depois de quatro meses de paralisação, Aldenor considera que a reabertura é necessária, mesmo que o cenário ainda não seja perfeito para a economia. “Ficamos parados esse tempo todo e de cara isso já representa mais de 30% do ano. Mesmo com a retomada, estaremos com capacidade reduzida e com uma nova cultura, então creio que vamos perder entre 50% e 70% do faturamento anual”, relata.

    Empresa particular foi contratada para fazer uma sanitização no local
    Empresa particular foi contratada para fazer uma sanitização no local | Foto: Divulgação

    Proprietário do Flutuante Ecolazer, Lucio Bezerra, 47 anos, informa que, para o retorno da atividade, uma empresa particular foi contratada para fazer uma sanitização e higienização do local para garantir a segurança de todos. Além disso, promoções estão sendo feitos para atrair mais consumidores para o flutuante.

    “Estamos voltando preparados, pois foram mais de três meses de paralisação, onde tivemos uma perda de 100% em nosso faturamento. Por isso, em abril e maio, fizemos promoções com 50% de desconto para os que quisessem visitar quando retornássemos. Agora estamos com o mês de julho cheio e continuaremos trazendo novas promoções para atrair o público e recuperar o que perdemos”, declara Lucio.

    Promoções foram feitas com até 50% de desconto
    Promoções foram feitas com até 50% de desconto | Foto: Divulgação

    Desafios

    Na avaliação do presidente da Fecomércio-AM, Aderson Frota, o quarto ciclo representa a volta praticamente completa da atividade comercial em Manaus. Contudo, alguns desafios continuam impedindo o retorno satisfatório da economia.

    “A cada ciclo de retomada as vendas melhoram razoavelmente. Entretanto, muitos empresários passaram por imensas dificuldades durante a paralisação e, por conta da extensa burocracia, não estão tendo acesso as linhas de crédito disponibilizadas pelo governo federal. Além disso, o índice de confiança do consumidor continua baixo e isso prejudica a recuperação geral do comércio”, esclarece o presidente.

    Frota salienta que a economia ainda vai sofrer, mas que os números são positivos em relação a queda no número de casos da Covid-19 na capital. “Se continuarmos assim, creio que a retomada será definitiva e poderemos constatar melhoras reais na economia e no poder de compra dos trabalhadores”, finaliza.

    Protocolos devem ser seguidos por ambos os segmentos
    Protocolos devem ser seguidos por ambos os segmentos | Foto: Divulgação

    Protocolos

    A partir de segunda-feira (6), os bares podem funcionar até o horário da meia-noite, apenas na modalidade restaurante, obedecendo às restrições impostas. Já os flutuantes podem funcionar até às 18h, com ocupação máxima de 50% de sua capacidade, obedecendo as orientações fixadas para os restaurantes.

    Em relação às apresentações de artistas ao vivo nesses lugares, somente são permitidos, no máximo, três componentes, respeitando o distanciamento mínimo de 1,5 m entre os músicos e de 2 metros, entre os músicos e os clientes.

    Veja mais:

    Embaixo de chuva Centro de Manaus lota no 1º dia de reabertura

    Lojas de departamento, cafés e restaurantes vão abrir em Manaus

    Salões de beleza e academias reabrem as portas nesta segunda (29)

    Comentários