Fonte: OpenWeather

    Shoppings Centers


    Com horário reduzido, shoppings de Manaus buscam recuperação

    Mesmo com alta de 126% na movimentação em junho, permanência dos clientes nos shoppings caiu mais que a metade

    Movimentação em relação a junho do ano passado foi 75,94% menor nos shoppings | Foto: Arquivo Em Tempo/Marcely Gomes

    Manaus - A sete semanas do início da retomada gradual da atividade comercial em Manaus, os shoppings centers de Manaus ainda não conseguiram alcançar o 100% de funcionamento das lojas abertas. Mas, mesmo diante das perdas durante o período mais crítico da pandemia, os representantes dos centros comerciais estão otimistas com a evolução da retomada. Com demanda reprimida, em junho a movimentação foi 126% diante de maio.

    Os dados são do Índice de Performance do Varejo (IPV), realizado em conjunto pela FX Retail Analytics, F360° em parceria com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), e demonstram que, mesmo com o aumento na movimentação, no comparativo com junho de 2019, o fluxo caiu 75,94% nos shopping centers.

    Na análise regional, comparando os resultados de maio com abril de 2020, as lojas físicas da região Norte tiveram o maior aumento de fluxo de pessoas, com 322,86%. Já nos shoppings da região, o desempenho de fluxo foi de 130,635%.

    No Sumaúma Park Shopping os empreendimentos de lazer ainda não estão funcionando
    No Sumaúma Park Shopping os empreendimentos de lazer ainda não estão funcionando | Foto: Divulgação

    De acordo com o superintendente do Sumaúma Park Shopping, Bruno Barros, atualmente o empreendimento ainda não está com todas as lojas abertas, pois as operações de lazer não estão em funcionamento. “Somente os serviços essenciais foram autorizados a permanecer abertos durante todo o período, como supermercados, farmácias, lotéricas, laboratórios e centros médicos”, explica Barros.

    Ainda segundo o superintendente, alguns segmentos estavam com uma demanda reprimida e experimentaram um melhor desempenho desde a sua abertura. “Podemos afirmar que, considerando o funcionamento em horário reduzido, e algumas operações funcionando por apenas 15 dias no mês, os resultados superaram nossas expetativas”, afirma.

    Segundo o superintendente do Manauara Shopping, Fabio Deganutti, quase todas as operações no local estão em funcionamento e a retomada das lojas segue conforme as determinações do 4º ciclo de reabertura do comércio na capital amazonense. De acordo com ele, o horário de funcionamento segue de segunda-feira a sábado, das 12h às 20h, e aos domingos, das 12h às 20h (alimentação) e das 14h às 20h (lojas).

    O Manauara Shopping afirma que quase todas as operações estão em funcionamento
    O Manauara Shopping afirma que quase todas as operações estão em funcionamento | Foto: Reprodução/Internet

    Deganutti disse ainda que, para todas as etapas de reabertura, os lojistas do Manauara receberam uma cartilha com recomendações para a operação no interior de suas lojas, como higienização de provadores, distância mínima de caixas, cuidados com aglomerações e oferta de álcool em gel para uso dos clientes

    O superintendente do shopping lembrou que o retorno dos cinemas e teatros seguirão diretrizes dos decretos estadual e municipal, agora estipulado para ocorrer a partir do dia 1º de setembro. O Manauara Shopping também continua com o serviço de drive thru normalmente.

    Recuperação ainda levará tempo

    Mesmo com as perspectivas positivas referentes a retomada de quase todas as lojas dentro dos shoppings, uma pesquisa da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) mostrou que o tempo de permanência dos consumidores dentro dos centros de compras caiu mais do que pela metade.

    De acordo com a associação, antes da pandemia, as pessoas ficavam cerca de 76 minutos dentro dos shoppings. Agora, os consumidores gastam, em média, 25 minutos nos centros de compras. “O consumidor tem ido ao shopping para uma compra mais assertiva, não fica mais passeando como antes. Muito disso é reflexo das opções de entretenimento que permanecem fechadas”, evidenciam em nota.

    A associação afirma que os shoppings sabem que não irão recuperar o faturamento dos mais de 70 dias fechados nesse momento. “O que o setor quer é garantir uma experiência segura ao consumidor, baseada nos protocolos de segurança com mais de 50 itens a serem observados para proteção à saúde de clientes, lojistas e colaboradores”, salientam.

    Cinemas optaram por não reabrir as portas neste momento
    Cinemas optaram por não reabrir as portas neste momento | Foto: Divulgação

    Cinemas

    Mesmo com a autorização para a reabertura dos cinemas no Amazonas, a previsão é que as salas continuem vazias por um período mais extenso. As principais redes de cinema nacionais, como a Centerplex, Cinépolis, Cine Araújo, Cinemark, Kinoplex, Playarte e UCI, que atuam em Manaus, optaram por não reabrir as portas, por motivos como a insegurança do público e a escassez de produções cinematográficas.

    Veja mais: 

    Covid-19: cinemas de Manaus não reabrem nesta segunda-feira (6)

    Shopping em Manaus reabre as portas com novas regras de segurança

    Confira detalhes sobre reabertura de shoppings em Manaus

    Comentários