Fonte: OpenWeather

    Alta no Arroz


    Vídeo: ministra pede calma e diz que 'arroz continua na prateleira'

    Preço do arroz subiu e ministra afirmou que o produto não irá faltar nas prateleiras

    Ministra da  Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Tereza Cristina - pediu tranquilidade aos brasileiros
    Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Tereza Cristina - pediu tranquilidade aos brasileiros | Foto: Reprodução

    Manaus - A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Tereza Cristina - gravou um vídeo nesta semana pedindo tranquilidade dos brasileiros sobre a questão do aumento no valor do arroz. Ela afirmou que o produto vai continuar disponível para os brasileiros. 

    “Gostaria de pedir para vocês muita tranquilidade. Todas as vezes que eu vim aqui falar para vocês, em outras ocasiões que tivemos alguns problemas com outros produtos, eu sempre fiz questão de dizer que nós não teríamos problema no abastecimento de todos os produtos que estão na mesa dos brasileiros”, explicou. 

    Veja vídeo:

    | Autor: Reprodução
     

    Em relação ao aumento do preço do produto, Tereza Cristina lembrou que o arroz teve problemas de queda no preço e redução na área de produção. 

    “Hoje o arroz tem um preço mais alto, mas ele está na prateleira e vai continuar nas prateleiras. O Brasil tirou a alíquota de importação para que o produto de fora pudesse entrar e trazer o equilíbrio para os preços. Abrimos somente uma cota, porque não temos necessidade de muito arroz, mas isso é uma cota de reserva para que possamos ter a tranquilidade de que o preço vai voltar, vai ser equilibrado e o produto continuará nas gôndolas para todos os brasileiros”, salientou.

    Preço em Manaus 

    Já é possível notar o aumento do preço do arroz nas prateleiras de grandes redes de supermercados instaladas em Manaus.

    Em pesquisa feita pelo Portal Em Tempo no último feriado de 7 de setembro, em três supermercados de Manaus localizados nas zonas Leste e Centro-Oeste da capital, os valores do quilo de arroz variam de R$3,99 a R$ 4,99. Já as demais marcas de que oferecem pacotes de 5 kg de arroz vão de R$19,90 a R$ 23,05. 

    Outro produto que já possui consequências da crise na economia e influência direta na produção e exportação é o óleo de soja. O valor do produto varia nas prateleiras de R$ 5,09 a R$6,49. 

    Leia mais:

    Produtos básicos como o arroz dobram de preço no AM

    Confira as datas de pagamentos da primeira parcela de R$300

    Governo define critérios para cota de importação de arroz

    Comentários